De Olho No Mundo – Edição de 11 de abril

De Olho No Mundo – Edição de 11 de abril

Lúcia Guimarães

10 de abril de 2015 | 21h15

Ouça o De Olho No Mundo ao vivo na Rádio Estadão,  sábado às 19h, domingo às 20 h, 92,9 FM ou on-line aqui, com participação de Roxane Ré, Andrei Netto, Jamil Chade e Lúcia Guimarães.

A Cúpula das Américas abre nosso programa, com as reuniões bilaterais dos Estados Unidos com Cuba e o Brasil.  O presidente Barack Obama chega o Panamá com uma agenda diferente das últimas cúpulas regionais, em que o governo americano é habitualmente acusado de negligência e condescendência com seus vizinhos do Sul.

Barack Obama e Raul Castro em 2013

Barack Obama e Raul Castro em 2013

Raul Castro e Barack Obama vão se encontrar na Cidade do Panamá para “discussões” no sábado, de acordo com a Casa Branca. Antes de chegar à cúpula, Obama anunciou que o Departamento de Estado havia terminado a revisão do status de Cuba como Estado patrocinador de terrorismo. Cuba foi colocada na lista norte-americana pelo ex-presidente Ronald Reagan, em 1982. A atenção sobre Cuba pode ofuscar o encontro de Barack Obama com a presidente Dilma Rousseff, a primeira conversa frente a frente entre os dois chefes de estado desde as revelações sobre espionagem da Agencia de Segurança Nacional americana , a NSA, sobre a presidente brasileira, em 2013. A expectativa é que a diplomacia brasileira evite a controvérsia sobre a espionagem e Obama destaque o interesse em boas relações com o Brasil, um momento bem-vindo de luz positiva sobre Dilma Rousseff, num fim de semana de protestos convocados contra o governo federal.

Hillary Clinton

Hillary Clinton

A eleição americana presidencial americana de 2016 ganha mais candidatos, nenhum mais proeminente do que a ex-primeira dama, ex-senadora e ex-Secretária de Estado Hillary Clinton, cujo anúncio oficial deve ocorrer através da rede social no domingo de manhã. Hillary Clinton continua sem adversário viável no Partido Democrata, mas a ala esquerda do partido não deve deixar sua candidatura navegar sem desafios. Um ex-governador do estado de Rhode Island, Lincoln Chafee, sem grandes chances de ser o escolhido, no momento, anunciou de surpresa sua possível de candidatura, destacando um dos motivos: nenhuma pessoa que votou a favor da guerra no Iraque deve se eleger presidente dos Estado sumidos. O voto a favor do Iraque, pela então senadora Hillary Clinton, e o voto contra, pelo então senador Barack Obama foram decisivos para a definição da campanha presidencial de 2008. O outro concorrente que se declarou candidato na última semana foi o Republicano Rand Paul, do Kentucky, identificado com a ala libertária do partido mas com poucas chances de se confirmado numa convenção, especialmente por causa da percepção de isolacionismo em questões de política externa.

A Grécia conseguiu pagar uma parcela de seu empréstimo com o Fundo Monetário Internacional, mas o governo de Alex Tsipras continua a acenar com uma possível ruptura com o sistema do Euro. Numa visita a Moscou, Tsipras demonstrou sua independência da União Europeia num gesto de aproximação questiona a unidade das sanções pela invasão da Ucrânia e a anexação da Crimeia pela Rússia.

Omar Sosa

Omar Sosa “Ilé”

A aproximação do Estados Unidos com Cuba vai criar novas oportunidades para a exposição da cultura cubana entre o público americano, mas não se pode dizer que o embargo ao regime castrista foi bem sucedido em promover isolamento. Na nossa dica musical, um artista da cidade cubana de Camaguey explora, há anos, as conexões da cultura afro no continente. Omar Sosa acaba de lançar um CD, Ilé, com o Quarteto AfroCubano.