Mito e Arquivo, a origem do romance latinoamericano

Lúcia Guimarães

26 de novembro de 2011 | 00h09

O crítico literário americano nascido em Cuba Roberto González Echevarría, professor da Universidade de Yale e autor de um dos mais influentes livros sobre a narrativa latinoamericana, que acaba de ser relançado, é tema da capa do suplemento Sabático deste fim de semana.

Em Roberto González Echevarría: literatura latinoamericana, beisebol e memória de Cuba, leia sobre as outras obras do autor.

Echevarría aparece aqui, em março, recebendo uma medalha de Barack Obama, na mesma noite em que foram condecorados os romancistas  Philip Roth e Joyce Carol Oates, os músicos Quincy Jones, Sonny Rollins e James Taylor.

Imagens Cortesia White House

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.