Encontrada Sinéad O’Connor, estava desaparecida desde domingo

Encontrada Sinéad O’Connor, estava desaparecida desde domingo

Lúcia Guimarães

16 Maio 2016 | 15h42

Sinéad O'Connor (Foto Wikicommons)

Sinéad O’Connor (Foto Wikicommons)

A cantora irlandesa Sinéad O’Connor, 49 anos, foi encontrada em segurança, segundo a polícia de Chicago. Ela estava num hotel da área de Wilmette, perto de Chicago e foi transportada para um hospital.

A polícia havia recebido, ontem à tarde, uma chamada de uma pessoa preocupada “com o bem-estar” de O’Connor e foi à sua procura. Ela saiu de bicicleta domingo, às 6 da manhã e não tinha mais vista. O Chefe de polícia de Wilmette, um subúrbio de Chicago, disse que O’Connor estava num modelo Raleigh motorizada com uma cesta rosa e usava um blusão com a palavra “Ireland” nas costas.

No começo de maio, o comediante e anfitrião de talk show Arsenio Hall moveu uma ação de US $5 milhões contra a cantora por difamação, depois que ela o acusou de suprir drogas para o cantor e compositor Prince, encontrado morto em casa em Minneapolis no dia 21 de abril e também de ter sido drogada por Hall no passado.

Em novembro passado, a cantora postou um alerta no Facebook, sugerindo que estava suicida, por ter sido traída pela família e dizendo que havia tomado uma overdose num quarto de hotel na Irlanda. Ela foi encontrada e levada para um tratamento.

Antes de desaparecer no domingo, O’Connor postou no Facebook uma mensagem com referências a um problema legal, uma possível referência à custódia de seu filho de 12 anos, Shane. Em 2007, O’Connor admitiu numa entrevista que lutava contra depressão bipolar.

Sinead O’Connor não grava desde 2014 e explodiu na cena pop em 1990 com um arranjo da canção de Prince “Nothing Compares 2U”.