Um ano depois, ecos do Occupy na campanha eleitoral americana

Lúcia Guimarães

11 de outubro de 2012 | 09h32

O sociólogo Todd Gitlin, um dos fundadores do movimento estudantil na década de 60  e hoje diretor da pós-graduação em jornalismo da Universidade de Columbia, diz que o movimento Occupy, embora disperso, mudou o diálogo político americano em 2012.

A seguir, a conversa com o autor de Occupy Nation: The Roots, The Spirit and The Promise of Occupy Wall Street (Nação Occupy: As Raízes,o Espírito e a Promessa de Occupy Wall Street).

Tudo o que sabemos sobre:

ObamaOccupyRomneyTodd Gitlin

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: