Vitrine nova-iorquina, modernista carioca

Lúcia Guimarães

07 de novembro de 2011 | 14h46

Ele é um expoente da primeira geração de grandes designers modernistas brasileiros, que inclui Joaquim Tenreiro e José Zanine Caldas.

Sergio Rodrigues, aos 84 anos,  vai ter um pouso permanente na Espasso.

A loja do bairro de TriBeCa, especializada em design brasileiro, inugurou um showroom com peças de Sergio Rodrigues – destaque, naturalmente, para a lendária Poltrona Mole. O New York Times saudou a volta de Rodrigues que, em 1968, tinha uma loja OCA em Carmel, na California. As 17 peças do “Maestro do Rio”, como a revista New York registrou o retorno,  vão ser vendidas por preços que variam entre  U.S.$ 1450 e US.$16700.

(Fotos de Lúcia Guimarães)

Tudo o que sabemos sobre:

EspassoModernismoSergio Rodrigues

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.