Catadores: Guardiões da sustentabilidade

Durante os meses de março e maio de 2007, o repórter fotográfico Paulo Giandalia percorreu parte da cidade de São Paulo registrando o trabalho dos catadores de material reciclável. O serviço árduo, o cotidiano e os rostos desses trabalhadores, quase anônimos, foram retratados por Giandalia. Os catadores retiram em media, individualmente, 200kg de material reciclável por dia, em São Paulo. Ganham de R$20 a R$ 40 por dia. Ao todo são cerca de 20 mil pessoas, um exército invisível a serviço do meio ambiente.

Estadão

01 de maio de 2010 | 00h01

Alan, que atua na Baixada do Glicério, região central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Alan, que atua na Baixada do Glicério, região central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Rua Líbero Badaró, Centro de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Rua Líbero Badaró, Centro de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Rua da Mooca, área central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Rua da Mooca, área central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Alexandra. Foto: Paulo Giandalia

Alexandra. Foto: Paulo Giandalia

Geovani. Foto: Paulo Giandalia

Geovani. Foto: Paulo Giandalia

Alan, que atua na Baixada do Glicério, região central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Alan, que atua na Baixada do Glicério, região central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Amendoim, que atua na região de Pinheiros, zona sul de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Amendoim, que atua na região de Pinheiros, zona sul de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

'Poeta', que há 15 anos escreve poesias e vive na Avenida Pedroso de Moraes. Foto: Paulo Giandalia

'Poeta', que há 15 anos escreve poesias e vive na Avenida Pedroso de Moraes. Foto: Paulo Giandalia

Detalhe do tênis do catador Amendoim. Foto: Paulo Giandalia

Detalhe do tênis do catador Amendoim. Foto: Paulo Giandalia

Rua Líbero Badaró, Centro de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Rua Líbero Badaró, Centro de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

'Poeta', que há 15 anos escreve poesias e vive na Avenida Pedroso de Moraes. Foto: Paulo Giandalia

'Poeta', que há 15 anos escreve poesias e vive na Avenida Pedroso de Moraes. Foto: Paulo Giandalia

Alan recolhe cerca de 300 kg de material reciclável por dia. Foto: Paulo Giandalia

Alan recolhe cerca de 300 kg de material reciclável por dia. Foto: Paulo Giandalia

Bispo, em seu apartamento na avenida São João. Foto: Paulo Giandalia

Bispo, em seu apartamento na avenida São João. Foto: Paulo Giandalia

Bispo, ele é o porta-voz e assessor de imprensa informal da Cooperativa de Catadores de Material Reciclável da Baixada do

Bispo, ele é o porta-voz e assessor de imprensa informal da Cooperativa de Catadores de Material Reciclável da Baixada do

Depósito de material reciclável no bairro do Bixiga, São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Depósito de material reciclável no bairro do Bixiga, São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Casal Alexandra e Geovani, que mora na zona Leste e trabalha no Centro de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Casal Alexandra e Geovani, que mora na zona Leste e trabalha no Centro de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Planilha de controle de um catador. Foto: Paulo Giandalia

Planilha de controle de um catador. Foto: Paulo Giandalia

Alan, que atua na Baixada do Glicério, região central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Alan, que atua na Baixada do Glicério, região central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Alan, que atua na Baixada do Glicério, região central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Alan, que atua na Baixada do Glicério, região central de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Vila Olímpia, zona sul de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Vila Olímpia, zona sul de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Viaduto do Chá, Centro de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Viaduto do Chá, Centro de São Paulo. Foto: Paulo Giandalia

Tendências: