Cólera no Haiti

Após o violento terremoto que atingiu o Haiti em 12 de janeiro deste ano, o país mais pobre do hemisfério ocidental vive outro drama: a epidemia de cólera. Até o momento mais de 900 pessoas morreram em decorrência da doença. O surto de cólera atinge mais da metade das províncias do país e mais de 15 mil pessoas já foram hospitalizadas.

Estadão

15 Novembro 2010 | 00h48

Criança com sintomas de cólera recebe soro no hospital em Archaie. Foto: Ramon Espinosa/AP

Médicos cubanos examinam criança no hospital de Arcahie, na província de Artibonite. Foto: Andrés Martínez Casares/EFE

Criança, vítima de cólera, recebe tratamento no hospital Arcahie. Foto: Andrés Martínez Casares/EFE

Hospital Arcahie, província de Artibonite. Foto: Andrés Martínez Casares/EFE

Mulher com sintoma de cólera é levada para hospital, carregada em um carrinho de mão. Porto Príncipe. Foto: Ramon Espinosa/AP

Parentes de Monitha Silney, de 8 anos, vítima de cólera, choram em cemitério em Cite Soleil, Porto Príncipe. Foto: Ramon Espinosa/AP

Mulher com sintoma de cólera é conduzida para o hospital. Cite Soleil, Porto Príncipe. Foto: Ramon Espinosa/AP

Mulher chora durante enterro de uma menina de 12 anos, vítima de cólera, em Porto Píncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Um homem recolhe água em um rio coberto de lixo, em Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Uma mulher e um jovem rezam durante missa junto aos escombros da Catedral de Notre Dame, em Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Smeralda, 12, e sua irmã Serena, 11 rezam durante missa junto aos escombros da Catedral de Notre Dame, em Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Garoto com sintomas de cólera é atendido por profissionais do grupo Médicos Sem Fronteiras,em Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Homem é encontrado morto no banheiro de um acampamento, em Porto Príncipe. Foto: Ramon Espinosa/AP

Mulher é carrega no colo por parentes, em hospital na capital do Haiti. Foto: Emilio Morenatti/AP

Mulher é carrega em maca no hospital temporário, em Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Homem recolhe recicláveis nas águas poluídas de um rio, em Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Paciente recebe atendimento no hospital em Archaie. Foto: Ramon Espinosa/AP

Criança morta tem o rosto coberto em Archahie, Artibonite, Haiti. Foto: Andrés Martínez Casares/Efe

Pacientes com sintomas de cólera são atendidos em hospital temporário, em Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Haitianos buscam água na favela de Cité Soleil, em Porto Príncipe. Foto: Ramon Espinosa/AP

Criança com sintoma de cólera espera por atendimento no hospital Santa Catherine, em Cité Soleil. Foto: Andrés Martínez Casares/Efe

Número de pessoas que morreram por causa do surto de cólera no Haiti passa de 900. Foto: Emilio Morenatti/AP

Mulher cruza rua coberta de água suja, em Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP

Menino espera momento para coleta de água, em Porto Príncipe. Foto: Ramon Espinosa/AP

Haitiano com sintoma de cólera é transportado para receber tratamento médico, em Porto Príncipe. Foto: Reuters

Cachorros procuram por alimento em ruas de Porto Príncipe. Foto: Emilio Morenatti/AP