Lesoto

Ao contrário da África do Sul, o Lesoto é um país etnicamente uniforme. Sua população é quase exclusivamente composta dos basothos, povo de origem bantu (vindo há 2.500 anos do norte da África, assim como zulus, cossas e outras etnias negras), que fala sesotho, usa cobertor de lã como sobretudo e um chapéu em forma de cabana e bebe joala, cerveja de sorgo fermentado. Praticamente não há negros de outras etnias nem brancos. Essa homogeneidade é quebrada pela exótica presença de uma numerosa comunidade asiática, principalmente de chineses e, em menor medida, de filipinos. Leia matéria: Leia matéria.Texto: Lourival Sant'AnnaFotos: Evelson de Freitas

Estadão

19 de junho de 2010 | 16h00

Moradores de uma vila na região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradores de uma vila na região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Cascata de água congela em estrada na região de Liqhobong. Foto: Evelson de Freitas/AE

Cascata de água congela em estrada na região de Liqhobong. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradores da região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradores da região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradores da região de Liqhobong utilizam cobertor de lã como sobretudo, para se protegerem do frio. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradores da região de Liqhobong utilizam cobertor de lã como sobretudo, para se protegerem do frio. Foto: Evelson de Freitas/AE

Garimpeiro Lucas Lisia mostra um rubi e uma lasca de diamante. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Garimpeiro Lucas Lisia mostra um rubi e uma lasca de diamante. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Ao contrário da África do Sul, o Lesoto é um país etnicamente uniforme. Sua população é quase exclusivamente composta dos basothos, povo de origem bantu (vindo há 2.500 anos do norte da África, assim como zulus, cossas e outras etnias negras), que fala sesoth. Foto: Evelson de Freitas/AE

Ao contrário da África do Sul, o Lesoto é um país etnicamente uniforme. Sua população é quase exclusivamente composta dos basothos, povo de origem bantu (vindo há 2.500 anos do norte da África, assim como zulus, cossas e outras etnias negras), que fala sesoth. Foto: Evelson de Freitas/AE

Paisagem da região de Liqhobong. Foto: Evelson de Freitas/AE

Paisagem da região de Liqhobong. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradores de uma vila típica da região de Liqhobong. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradores de uma vila típica da região de Liqhobong. Foto: Evelson de Freitas/AE

Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Vendedores ambulantes no centro de Maseru. Comércio local é dominado chineses, filipinos e coreanos, que exploram o setor têxtil. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Vendedores ambulantes no centro de Maseru. Comércio local é dominado chineses, filipinos e coreanos, que exploram o setor têxtil. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Cheng Wenbin, de 29 que trabalha em Maseru. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Cheng Wenbin, de 29 que trabalha em Maseru. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

No cassino Lesotho Sun, estrangeiros se misturam ao moradores locais. Lesoto, 14/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

No cassino Lesotho Sun, estrangeiros se misturam ao moradores locais. Lesoto, 14/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Fronteira entre a África do Sul e o Lesoto, na cidade de Tele Birde. 14/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Fronteira entre a África do Sul e o Lesoto, na cidade de Tele Birde. 14/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Cadeia de montanhas vista da rodovia que liga Tele Bridge a Maseru. Lesoto, 14/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Cadeia de montanhas vista da rodovia que liga Telle Bridge a Maseru. Lesoto, 14/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Paisagem na região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Paisagem na região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Detalhe de instrumentos de um garimpeiro, na região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Detalhe de instrumentos de um garimpeiro, na região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Garimpeiro da região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Garimpeiro da região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Garimpeiro da região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Garimpeiro da região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Crianças de uma vila nos arredores de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Crianças de uma vila nos arredores de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradora de uma vila da região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Moradora de uma vila da região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Michel Rahoabe, garimpeiro da região de Liqhobong, mostra pedras de cristal. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Michel Rahoabe, garimpeiro da região de Liqhobong, mostra pedras de cristal. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Garimpeiros durante a extração artesanal, na região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Garimpeiros durante a extração artesanal, na região de Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Sekhoane Sefo, garimpeiro que trabalha em Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Sekhoane Sefo, garimpeiro que trabalha em Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Filhos de garimpeiros brincam com a bola no final de tarde, em Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Filhos de garimpeiros brincam com a bola no final de tarde, em Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Liqhobong, Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

A garimpeira, Maithabeleng Ratia, de 42 anos, trabalha em uma área de exploração de diamantes, em Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

A garimpeira, Maithabeleng Ratia, de 42 anos, trabalha em uma área de exploração de diamantes, em Liqhobong. Lesoto, 15/06/2010. Foto: Evelson de Freitas/AE

Tudo o que sabemos sobre:

Lesoto

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.