Terremoto na China

Equipes de resgate lutavam ontem contra a altitude, a dificuldade de acesso e o frio para tentar salvar vítimas soterradas pelo terremoto de 7,1 graus na escala Richter que atingiu a Província de Qinghai, no noroeste da China, e deixou pelo menos 617 mortos e 10 mil feridos.O epicentro do tremor localizou-se na cidade de Yushu, próxima da fronteira com o Tibete, que fica a 4.000 metros de altitude e a 800 quilômetros da capital da província, Xining. Quase todos os habitantes do local são tibetanos, que vivem em casas típicas de barro e madeira. As construções são frágeis e cederam facilmente ao terremoto, o que explica o alto número de feridos.Texto: Cláudia TrevisanLeia matéria.

Estadão

15 de abril de 2010 | 15h20

Uma criança de nove meses recebe alimento, após ser salva por membros da equipe de resgate. Qinghai, 15/04/2010. Foto: Reuters

Uma criança de nove meses recebe alimento, após ser salva por membros da equipe de resgate. Qinghai, 15/04/2010. Foto: Reuters

Maioria dos habitantes da região são de origem tibetana. Qinghai, 15/04/2010. Foto: Alfred Jin/Reuters

Maioria dos habitantes da região são de origem tibetana. Qinghai, 15/04/2010. Foto: Alfred Jin/Reuters

Província de Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Alexander F. Yuan/AP

Província de Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Alexander F. Yuan/AP

Uma mulher tibetana reza em local afetado pelo terremoto. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Alexander F. Yuan/AP

Uma mulher tibetana reza em local afetado pelo terremoto. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Alexander F. Yuan/AP

Duas mulheres se consolam em meio aos escombros. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: QI QI/Efe

Duas mulheres se consolam em meio aos escombros. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: QI QI/Efe

População auxilia equipes de resgate na busca por corpos e sobreviventes. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: AP

População auxilia equipes de resgate na busca por corpos e sobreviventes. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: AP

Sobreviventes descansam junto aos destroços. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Alfred Jin/Reuters

Sobreviventes descansam junto aos destroços. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Alfred Jin/Reuters

Edifícios típicos da região parcialmente destruídos. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: QI QI/Efe

Edifícios típicos da região parcialmente destruídos. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: QI QI/Efe

Vítima do terremoto aguarda por tratamento médico em um abrigo improvisado. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: AP

Vítima do terremoto aguarda por tratamento médico em um abrigo improvisado. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: AP

Equipe de resgate procura por vítimas em um prédio escolar. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Reuters

Equipe de resgate procura por vítimas em um prédio escolar. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Reuters

Bombeiro retira vítima dos escombros de uma empresa de material de construção. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Xing Guangli/Xinhua/AP

Bombeiro retira vítima dos escombros de uma empresa de material de construção. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Xing Guangli/Xinhua/AP

Vítima é carregada pela equipe de resgate. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Reuters

Vítima é carregada pela equipe de resgate. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: Reuters

Equipe de resgate procura sobreviventes. Qinghai, China, 14/04/2010. Foto: AP

Equipe de resgate procura sobreviventes. Qinghai, China, 14/04/2010. Foto: AP

Centenas de pessoas buscam refúgio em abrigos improvisados. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: NI YUXING/Efe

Centenas de pessoas buscam refúgio em abrigos improvisados. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: NI YUXING/Efe

Soldados do exército resgatam vítima em Yushu. Qinghai, China, 14/04/2010. Foto: Wang Qiang/Xinhua/AP

Soldados do exército resgatam vítima em Yushu. Qinghai, China, 14/04/2010. Foto: Wang Qiang/Xinhua/AP

Sobreviventes ocupam acampamentos improvisados em Yushu. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: AP

Sobreviventes ocupam acampamentos improvisados em Yushu. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: AP

Sobrevivente acena e sorri após ser salvo pela equipe de resgate. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: AP

Sobrevivente acena e sorri após ser salvo pela equipe de resgate. Qinghai, China, 15/04/2010. Foto: AP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.