As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A morte filmada de dois jornalistas da Reuters no Iraque

Ricardo Chapola

06 de abril de 2010 | 16h04

Após mais de dois anos de controvérsia envolvendo a morte de dois funcionários da Reuters em Bagdá supostamente por forças americanas, a ONG WikiLeaks.org conseguiu, na Justiça dos EUA, o vídeo da tragédia. Ele foi postado na segunda-feira no site da organização, especializada em “documentos vazados”. As imagens mostram helicópteros Apache dos EUA abrindo fogo contra oito iraquianos, entre eles os dois da Reuters. O Pentágono confirmou a autenticidade da gravação. São cenas fortíssimas (por isso não colocamos o vídeo em si no blog, apenas o link para ele) e abrem espaço para uma longa discussão sobre crimes da guerra.

Hoje autoridades iraquianas já exigiram explicações do governo americano. “É um novo crime para ser colocado na lista de violações cometidas pelos EUA contra jornalistas e civis iraquianos”, protestou Mouyyad al-Lami, chefe do Sindicato dos Jornalistas do Iraque.

Veja o vídeo aqui: http://wikileaks.org/

Tudo o que sabemos sobre:

EUAIraquejornalismo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.