A presença de soldados dos EUA frente ao Taleban no Afeganistão
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A presença de soldados dos EUA frente ao Taleban no Afeganistão

Donald Trump prometeu evitar vácuo de retirada precipitada que poderia fortalecer terroristas; grupo extremista, no entanto, tem recuperado terreno e já controla mais partes do país do que quando os EUA o invadiram, em 2001

Redação Internacional

22 Agosto 2017 | 10h50

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na noite de segunda-feira a nova estratégia do país para o Afeganistão, a mais longa guerra da história do país. As grandes novidades do plano são a decisão de não definir um prazo para a saída militar e o aumento da pressão sobre o vizinho Paquistão.

Nesta terça-feira, 22, o Taleban criticou o discurso de Trump, prometendo transformar o país em um ‘cemitério para os EUA’ se as tropas americanas não forem retiradas rapidamente.

Compare abaixo o território comandado pelos extremistas e a presença dos soldados americanos desde a invasão do país, em 2001: