As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A semana em sete notícias

Robson Morelli

26 de dezembro de 2009 | 04h00

Veja o resumo dos assuntos que foram notícia esta semana na Editoria de Internacional do ‘Estado’

Domingo, 20 de dezembro: As relações dos EUA com a América Latina foram dominadas pela crise hondurenha e, em menor escala, pela pressão para o retorno de Cuba à Organização dos Estados Americanos (OEA), as divergências envolvendo as bases militares americanas na Colômbia e a visita de Mahmoud Ahmadinejad ao Brasil. Segundo analistas consultados pelo ‘Estado’, um resultado bem pior do que as elevadas expectativas do começo do ano, quando Barack Obama se reuniu com o brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e outros líderes da América Latina.

Segunda-feira, 21 de dezembro: O presidente dos EUA, Barack Obama, encerra o seu primeiro ano de mandato declarando vitórias na reforma do sistema de saúde e na conferência sobre o clima de Copenhague – suas últimas atuações de peso em 2009. Para muitos analistas, porém, estas conquistas estão longe de serem consideradas verdadeiros avanços e ficaram aquém das expectativas do líder americano quando ele assumiu, em janeiro, prometendo mudanças.

Terça-feira, 22 de dezembro: O funeral do mais importante clérigo opositor no Irã, o grão-aiatolá Hossein Ali Montazeri, converteu-se numa imensa manifestação contra o governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad. A jornada foi marcada por confrontos entre membros da oposição, policiais e os cerca de 2 mil simpatizantes do governo que interromperam o funeral do aiatolá que seria realizado na Mesquita Azam, na cidade de Qom.

Quarta-feira, 23 de dezembro: O governador do Departamento (Estado) colombiano de Caquetá, Luis Francisco Cuéllar, foi encontrado morto menos de 24 horas após ter sido sequestrado, num ataque atribuído às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). O corpo de Cuéllar foi encontrado na zona rural de Sebastopol não muito longe de Florencia, capital do Departamento, onde o governador de 69 anos foi sequestrado na noite de segunda-feira, disse o secretário de Governo de Caquetá, Edilberto Ramón Endo.

Quinta-feira, 24 de dezembro: O presidente colombiano, Álvaro Uribe, prometeu perseguir os responsáveis pelo sequestro seguido de degolamento do governador de Caquetá, Luis Francisco Cuéllar, ação atribuída às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). “Demos instruções para que a operação militar adotada para resgatar o governador se mantenha para capturar os responsáveis por seu assassinato”, disse.

Sexta-feira, 25 de dezembro: O presidente dos EUA, Barack Obama, celebrou a aprovação oficial no Senado do projeto de lei para reformar o sistema de saúde americano. A votação, simbólica, confirmou uma vitória já dada como certa desde que o governo conseguiu os 60 votos necessários para aprovar o projeto, no sábado.

Sábado, 26 de dezembro: O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ainda celebra a vitória com a aprovação dos projetos de lei na Câmara dos Deputados e no Senado para a reforma do sistema de saúde. Agora, para conseguir superar definitivamente o maior desafio doméstico de seu governo, o chefe da Casa Branca terá de conciliar os projetos das duas Casas, que possuem uma série de pontos diferentes, sem perder votos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.