Aliados norte-coreanos?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Aliados norte-coreanos?

João Coscelli

25 de novembro de 2010 | 11h41

Sarah Palin, simpática aos norte-coreanos. Foto: COURTNEY SARGENT/EFE

Crítica ferrenha do presidente Barack Obama, a proeminente republicana Sarah Palin cometeu uma gafe em um programa de rádio nos EUA ao trocar as Coreias e chamar os norte-coreanos de aliados.

 “Obviamente, temos de estar junto dos nossos aliados norte-coreanos”, disse Sarah Palin, imediatamente corrigida pelo anfitrião Glenn Beck. “Sim, devemos apoiar o sul-coreanos”, disse posteriormente.

Essa não foi a primeira vez que Sarah Palin trocou as bolas. Em 2008, em plena campanha presidencial, quando era candidata à vice-presidência de John McCain, ela foi flagrada usando um lenço com um burrinho, símbolo dos democratas.

A republicana é conhecida por suas declarações polêmicas e críticas, principalmente contra o Partido Democrata e contra Obama. Em uma das vezes nas quais o presidente foi alvo dos comentários de Sarah Palin, a ex-governadora do Alasca disse que o chefe de Estado “não tinha colhões para defender as fronteiras do país”.

Tudo o que sabemos sobre:

EUArepublicanosSarah Palin

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.