Americana Netflix começa a funcionar em Cuba
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Americana Netflix começa a funcionar em Cuba

Empresa oferece serviço de streaming de filmes e séries de TV pela internet

Redação Internacional

10 de fevereiro de 2015 | 10h59

Sede da empresa na Califórnia / Foto: AP

Sede da empresa na Califórnia / Foto: AP

HAVANA – O Netflix lançou seu serviço de streaming de filmes e programas de TV em Cuba na segunda-feira 9, unindo-se à lista de empresas americanas que buscam aproveitar a retomada das relações diplomáticas entre Estados Unidos e a ilha comunista.

Os EUA anunciaram novas regras em 15 de janeiro que vão flexibilizar significativamente as sanções a Cuba, abrindo a ilha para viagens de americanos, além de atividades financeiras e comerciais.

O Netflix disse que o serviço, que começará a ser oferecido por US$ 7,99 por mês, estará disponível a clientes com cartões de crédito internacionais. Os clientes em Cuba poderão assistir a séries como “House of Cards”, “Orange is the New Black” e “Marco Polo”.

No mês passado, a companhia havia anunciado que completaria sua expansão para 200 países em dois anos, mais rápido que o esperado, conforme amplia sua presença no exterior com a desaceleração do crescimento nos EUA.

Cuba, com uma população de cerca de 11 milhões, tem uma das menores taxas de acesso a Internet do mundo – aproximadamente 5%. O acesso a banda larga e Wi-Fi também é restrito.

A MasterCard informou que permitirá que seus cartões emitidos nos EUA sejam usados em Cuba a partir de 1.º de março. A American Express também anunciou que lançará operações em Cuba. /REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:

CubaEUANetflix