As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

ANDREI NETTO: Acompanhe a cobertura sobre as investigações do acidente do voo 447

Redação Internacional

13 de maio de 2011 | 12h00

b5a0786c88f14d1a80e6c77a1bdd28b4_b5a0786c88f14d1a80e6c77a1bdd28b4_0.jpg
Uma das duas caixas-pretas do voo 447 da Air France, encontradas recentemente

Sondas de pitot não foram encontradas, mas não são cruciais

Os tubos de pitot, sensores de velocidade do Airbus A330-200 que realizava o voo AF-447 entre Rio e Paris em maio de 2009, ainda não foram localizadas. Segundo especialistas o equipamento, que não é crucial nas investigações, será procurado no fundo do mar.

Leia mais


Exames de DNA serão conhecidos em sete dias

Pelo menos sete dias de angústia ainda esperam as famílias de vítimas do voo AF-447, que aguardam uma resposta das autoridades francesas a respeito da possibilidade de identificar ou não os mais de 50 corpos que jazem no Atlântico. A estimativa foi feita pelo Instituto de Pesquisas Criminais (IRCGN) da Polícia Militar da França (Gendarmerie Nationale).

Leia mais


Família de vítima se sentiu iludida sobre resgate do 447

A controvérsia sobre o resgate dos passageiros e tripulantes do AF-447 fez aflorar a insatisfação das famílias de vítimas na França. Algumas se queixam de ter sido iludidas ao receberem a informação de que os corpos haviam sido descobertos no fundo do Atlântico “em bom estado de conservação”, segundo as autoridades francesas.

Leia mais

O correspondente Andrei Netto está em Paris

Leia a cobertura completa do Estadão.com.br sobre o voo 447

Tudo o que sabemos sobre:

AF447Air FranceAirbus A330-200Parisvoo 447

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.