Ao lado de sobrinhos, Obama faz última cerimônia do ‘perdão’ do peru
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ao lado de sobrinhos, Obama faz última cerimônia do ‘perdão’ do peru

Segundo o presidente, suas filhas já estavam cansadas de suas piadas sobre perus; veja o vídeo divulgado pela Casa Branca

Redação Internacional

23 de novembro de 2016 | 19h47

O presidente Barack Obama conduziu nesta quarta-feira, 23, pela última vez, a tradicional cerimônia do perdão do peru que antecede o feriado nacional do Tanksgiving. O presidente, que nas edições anteriores estava sempre acompanhado pelas filhas Malia e Sasha, teve hoje ao seu lado os sobrinhos Austin e Aaron Robinson.

A cerimônia realizada no Jardim das Rosas, na Casa Branca, apresentou os dois perus criados no Estado de Iowa: Tater e Tot. O último recebeu o perdão “da véspera”. Os dois, porém, receberão o indulto.

US President Barack Obama stands with his nephews Austin and Aaron Robinson as he pardons the National Thanksgiving Turkey in the Rose Garden of the White House in Washington, DC, on November 23, 2016. The President pardoned Tater and its alternate Tot, both 18-week old, 40-pound turkeys. As part of the naming process, Iowa school children submitted pairs of names for this year?s turkeys. / AFP PHOTO / NICHOLAS KAMM

Presidente dá o perdão ao peru Tot. Foto:Nicholas Kamm/AFP

Obama disse que usa as cerimônias de perdão do peru para constranger suas duas filhas com uma sequência de “piadas ruins sobre perus”. “Este ano, elas (filhas) tiveram uma agenda conflitante. Na verdade, elas já não aguentavam mais minhas piadas”, brincou ele, ao justificar a ausência das meninas.

Seus sobrinhos, Austin e Aaron, cumpriram muito bem a missão. Obama brincou dizendo que eles ainda não se tornaram cínicos por Washington. “Eles ainda acreditam nos trocadilhos ruins. Ainda acreditam na grandeza dessa ocasião”, disse Obama. “Eles ainda têm esperança”.

US President Barack Obama stands with his nephews before he pardons the National Thanksgiving Turkey in the Rose Garden of the White House in Washington, DC, on November 23, 2016. / AFP PHOTO / NICHOLAS KAMM

Obama e seus sobrinhos: “Eles não ficaram cínicos”. Foto: Nicholas Kamm/AFP

A Casa Branca pediu para que as pessoas votassem, pelo Twitter, sobre qual peru deveria receber o perdão na véspera. A adminstração providenciou até mesmo a biografia de cada uma das aves para ajudar os eleitores a se decidirem. Por exemplo, o aperitivo favorito do Tater são os vermes, escreveu. Tot prefere fatias de tomate.

A cerimônia também deu a Obama a chace de refletir sobre o espírito do Thankskgiving. O presidente disse que é tempo de lembrar que as pessoas “têm muito mais em comum do que o que as divide”. E desafiou os americanos a mostrarem ao mundo que os EUA são um país generoso e se assegura de que todos tenham algo para comer no Thanksgiving.

Veja o vídeo divulgado pela Casa Branca:

Após a cerimônia, o presidente e sua família prestaram serviço comunitário em uma comunidade. A cerimônia do perdão trouxe um pouco de leveza à lista sem fim de sérios compromissos que o presidente enfrenta diariamente.

A Federação Nacional da Turquia começou a levar perus vivos para a Casa Branca quando o presidente Harry Truman estava no cargo. A Associação Histórica da Casa Branca lembra que em sua oportunidade, em 1963, John F. Kennedy salvou o peru que lhe foi apresentado. O presidente George H.W. Bush tem o crédito por dar início à tradição do perdão do peru, em 1989, na Casa Branca. / AP

Tudo o que sabemos sobre:

thanksgivingperdão do peru

Tendências: