As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ao ser preso, López pede que manifestação siga sem violência

Redação Internacional

18 de fevereiro de 2014 | 16h09

Após se entregar aos policiais em Caracas, o opositor Leopoldo López foi levado para o camburão da polícia e precisou acalmar os manifestantes. Com o megafone dos policiais, ele pediu que a marcha – convocada por ele mesmo no fim de semana – continuasse a ocorrer sem violência.

“Continuemos com paz e tranquilidade, eu lhes peço de coração, lhes peço por favor”, dizia López, enquanto milhares de manifestantes gritavam seu nome.

Assista ao vídeo da Globovision:

Tudo o que sabemos sobre:

Leopoldo LópezmarchaVenezuela

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.