As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

AO VIVO: Ataques na Noruega

Redação Internacional

22 de julho de 2011 | 16h04

OSLO – Pelo menos dezessete pessoas morreram em dois ataques aparentemente coordenados na Noruega, nesta sexta-feira, 22. No primeiro incidente, uma bomba explodiu em um complexo governamental na capital, Oslo, matando ao menos sete e ferindo gravemente duas. Cerca de duas horas depois, um homem vestido com uniforme da polícia local disparou contra jovens em um acampamento do Partido Trabalhista em uma ilha próxima de Oslo. Ao menos dez morreram.

A polícia disse ter “boas razões” para acreditar que os dois incidentes estão relacionados. Acompanhe, ao vivo, as últimas informações a respeito dos ataques na Noruega – aqui e no @inter_estadão, o Twitter da editoria de internacional do estadão.com.br.

21h48 Alguns dos adolescentes que estavam no acampamento do Partido Trabalhista conseguiram fugir do atirador de Utoya a nado. Testemunhas disseram que eles chegaram aparovados depois de cruzar a área do lago que separa a ilha da parte continental. 

21h15 Erik Hansen, porta-voz da prefeitura de Oslo, disse que o balanço oficial até agora é de 17 mortos e 90 feridos, segundo a CNN.

20h40 A polícia confirmou que há explosivos não detonados na ilha de Utoya. Além disso, estão sendo realizadas buscas nas águas próximas da ilha para verificar se há corpos.

20h02 Uma autoridade policial disse à Associated Press que os atentados na Noruega não parecem ligados ao terrorismo islâmico. A mesma fonte disse que os incidentes desta sexta estão mais para “Oklahoma City” do que para “World Trade Center”.

As referências da fonte são de episódios ocorridos nos Estados Unidos. No primeiro, um ativista da extrema direita – Timothy McVeigh – e contrário ao governo americano detonou explosivos em um edifício oficial em Oklahoma, matando 168 pessoas e ferindo quase 700. Foi um atentado ligado à política interna americana.

Já o episódio do World Trade Center colocou o terrorismo islâmico como a principal ameaça de segurança enfrentada pelos americanos. No incidente, a Al-Qaeda atirou dois aviões contra as Torres Gêmeas em Nova York, promovendo o pior atentado da história, quando morreram mais de 3 mil pessoas.

19h42 A presidente Dilma Rousseff também se pronunciou sobre os atentados. Segue a carta enviada por ela ao primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg.

“Senhor Primeiro-Ministro,
Foi com profunda consternação que recebi a notícia dos atentados ocorridos hoje, 22 de julho, na Noruega. Gostaria de estender, em nome do governo e do povo brasileiros, nossos sinceros sentimentos de pesar e solidariedade ao Reino da Noruega e às famílias das vítimas.

Mais alta consideração,
Dilma Rousseff
Presidenta da República Federativa do Brasil”

19h08 Em coletiva de imprensa, o ministro norueguês da Justiça, Knut Storberget, confirmou que o homem que foi detido em uma ilha no noroeste de Oslo é cidadão norueguês.

18h52 De acordo com a CNN, a polícia disse que o suspeito preso na ilha de Utoya tem 32 anos e fala “o dialeto de Oslo”. Ele seria “alto, loiro” e teria “aparência nórdica.

18h43 Imagem da agência Reuters mostra pessoa ferida pelo atirador na ilha de Utoya chegando, de helicóptero, ao hospital Ullevaal, em Oslo.

2011_07_22T214053Z_01_SIN200R_RTRMDNP_3_NORWAY_BLAST.JPG

18h40 Como adúvida sobre a autoria dos ataques continua, confira quem são os mais prováveis grupos que podem estar por trás dos incidentes em Oslo e na ilha de Utoya hoje.

18h37 Enquanto isso, em São Paulo, bombeiros fizeram nesta sexta uma simulação de um atentado terrorista na cidade. Segundo a corporação, a iniciativa foi planejada tendo em vista os grandes eventos que a cidade receberá nos próximos anos, como a Copa do Mundo de 2014.

18h35 A polícia norueguesa informou que explosivos não detonados foram encontrados na ilha de Utoya, onde pelo menos dez pessoas morreram em um tiroteio posterior à explosão no centro de Oslo. Na foto abaixo, barracas de acampamento na ilha, onde pelo menos 700 pessoas estavam no momento do ataque.

2011_07_22T203102Z_01_LONX101_RTRMDNP_3_NORWAY_BLAST.JPG

18h26 Com os ataques na Noruega, o fantasma do terrorismo volta a rondar a Europa. Relembre no blog do Arquivo do Estadão outros atentados no continente.

18h15 Depois de assumir a responsabilidade pelos ataques coordenados em Oslo e na ilha de Utoya, o grupo “Apoiadores da Jihad Global” (Ansar al-Jihad al-Alami) voltou atrás e negou autoria. O especialista em terrorismo internacional Will McCants publicou em seu blog uma nota dizendo que o grupo voltou atrás. Mais cedo, McCants havia dado ao jornal americano The New York Times a informação de que o Ansar al-Yihad al-Alami assumira a autoria. Com isso, ainda não se sabe quem está por trás dos ataques na Noruega.

18h13 Em conversa com a BBC, o embaixador do Brasil na Noruega disse que a situação no país é “surpreendente“. Ele contou que a cidade está vazia pelo período de férias, e que a tranquilidade foi interrompida pelas explosões.

18h11 Foto aérea da ilha de Utoya, onde um homem vestido com uniforme policial disparou contra jovens nesta sexta-feira.

2011_07_22T210845Z_01_TOR98_RTRMDNP_3_NORWAY_SHOOTING.JPG

17h21 A Embaixada do Brasil em Oslo tem um número à disposição de brasileiros para emergências. O número é (+47) 9345-0092.

16h58 Segundo a CNN, a polícia norueguesa confirmou dez mortos e oito feridos no tiroteio na ilha de Utoya, onde se realizava o acampamento anual da juventude do Partido Trabalhista.

16h41 A imprensa norueguesa afirma que pelo menos dez pessoas morreram na ilha de Utoya. A polícia não confirma o número exato de vítimas.

16h16 Embora ainda seja cedo para afirmar que os ataques se tratam de terrorismo, alguns grupos podem estar envolvidos nos incidentes na Noruega. Saiba quais são e que motivações eles teriam para promover ataques no país.

16h09 Brasileiro em Oslo conversou com a rádio Estadão ESPN sobre o ataque em Oslo: “estamos vivendo uma situação absurda”, disse Leonardo Doria, que vive no país há dez anos. Ouça.

16h04 Segundo a AP, a polícia norueguesa disse que o homem preso na ilha, responsável pelo tiroteio que matou pelo menos quatro, estaria ligado à explosão em Oslo.

15h41 Uma testemunha ocular disse à rede de TV local ter visto pelo menos 20 corpos na ilha de Utoya, onde houve os disparos contra jovens. Os números até agora confirmados são de quatro mortos no local.

15h15 A Aliança do Tratado do Atlântico Norte (Otan), da qual a Noruega faz parte, condenou os incidentes em Oslo e na ilha de Utoya nesta sexta. A Otan está envolvida em conflitos no Afeganistão e na Líbia. Estados Unidos e União Europeia também reagiram.

b1b0363236234123949f715a846315fe_b1b0363236234123949f715a846315fe_0.jpg

 

Tudo o que sabemos sobre:

ataquesexplosãoNoruegaOslo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.