As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cerimônias marcam os 11 anos dos ataques de 11 de Setembro nos EUA

Redação Internacional

11 de setembro de 2012 | 10h02

WASHINGTON – Os Estados Unidos marcam nesta terça-feira, 11, o aniversário de 11 anos dos ataques terroristas do 11 de Setembro, nos quais mais de 3 mil pessoas morreram em Nova York, Washington e na Pensilvânia. A data é marcada com discrição, diferentemente do que ocorreu em 2011, no 10º aniversário da tragédia. Acompanhe aqui informações sobre os atos realizados nos EUA e ao redor do mundo.

Veja imagens das celebrações do 11° aniversário dos ataques:

[galeria id=4345]

Veja principais pontos do dia:

12h18 – Onze anos após os atentados de 11 de Setembro, os EUA vivem o dilema sobre gastos militares. A discussão ganha tônica em ano eleitoral. A crise econômica colocou em xeque até mesmo a inauguração do memorial para as vítimas do 11/9. Ouça na rádio Estadão ESPN a reportagem de Paulo Henrique Souza (basta clicar no player).

11h54 – A administração de George W. Bush foi acusada por um jornalista de negligência com relação aos atentados. Em um artigo publicado no New York Times, o editor da revista Vanity Fair, Kurt Eichenwald, disse ter tido acesso a trechos de documentos ainda não publicados sobre informações recebidas pela Casa Branca nos meses anteriores aos ataques. Os papéis, segundo ele, reforçam o único briefing público da CIA, do dia 6 de agosto, segundo o qual Bin Laden pretendia atacar os EUA. Na foto abaixo, Bush recebe as notícias sobre o primeiro avião que atingiu o WTC (veja mais fotos mais abaixo).

19b4ad6784724ae8b82ee9018f7377f8_504ca43d9cb144b4ab0a11df4c494e57_0_AP_Photo_Doug_Mills.jpg

11h09 – Obama disse que, onze anos após atentados terroristas, “nosso país está mais seguro e nosso povo está mais flexível”.

11h02 – Leia, do colunista Arnaldo Jabor, o texto O Ocidente caiu com as torres, publicado hoje no Estado.

10h54 – O presidente Obama faz neste momento discurso no Pentágono, em Washington, sobre os atentados de 11 de Setembro. Mais cedo, ele e a primeira-dama depositaram uma coroa de flores no local.

10h44 – Onze anos depois, a economia mundial ainda sente reflexos do impacto causado pelos ataques de 11 de Setembro. Ouça abaixo a reportagem de Wellington Carvalho, na rádio Estadão ESPN.

10h38 – O presidente Obama participa de ato no Pentágono, em Washington. A sede da Defesa americana foi atingida por um dos aviões sequestrados pela Al-Qaeda em 2001.

10h36 – Embora a maioria dos processos judiciais decorrentes do atentado de 11 de Setembro já tenha sido encerrada, uma ação que responsabiliza a United Airlines e a American Airlines por prejuízos sofridos no ataque ainda pode ir a julgamento. Terroristas da Al-Qaeda sequestraram quatro aviões das duas companhias para realizar os ataques. Dois dos aviões foram lançados contra as Torres Gêmeas, um foi atirado contra o Pentágono, e o quarto caiu num campo desabitado na Pensilvânia. O empresário Larry Silverstein, arrendatário do terreno onde ficava o World Trade Center, acusa a United, a United Continental Holdings e a American Airlines de falhas na segurança. O processo, aberto em 2008, também cita a Boeing, a Autoridade Portuária de Massachusetts (administradora do aeroporto Logan, em Boston) e empresas de segurança.

10h34 – O 11 de Setembro é lembrado de uma forma diferente no Chile: se o mundo todo se recorda dos ataques terroristas em 2001, para os chilenos a data remonta a 1973, quando um golpe militar derrubou o presidente Salvador Allende, assassinado naquele dia. Leia texto de Ubiratan Brasil sobre livro em que Antonio Skármeta relata a alegria do povo chileno ao reconquistar a democracia, em 1988: Tempos libertários.

10h32 – Pilotos participam de ato memorial em Grapevine, Texas, em lembrança aos colegas e passageiros mortos nos ataques do 11 de Setembro. Quatro aviões foram sequestrados por terroristas da Al-Qaeda e usados para realizar os ataques em 2011. Veja mais fotos dos atos mais abaixo.

6af9cfcdae9e4b6ca552f5e3960b0c8b_6af9cfcdae9e4b6ca552f5e3960b0c8b_0.jpg

10h26 – Um minuto de silêncio foi realizado na bolsa de valores Nasdaq, em Nova York, para lembrar a data.

10h02 – O presidente Barack Obama e a primeira-dama Michelle Obama participaram, com a equipe da Casa Branca, de um pequeno ato, guardando um minuto de silêncio exatamente às 8h46 da manhã (horário local), mesma hora em que o primeiro avião atingiu o Wolrd Trade Center 11 anos atrás. O ato ocorreu, segundo a AP, no jardim sul da residência presidencial. O memorial teve toques de corneta e de um sino, marcando o 11º aniversário dos atentados. Na foto abaixo, o casal presidencial deixa o local do ato. Veja mais fotos mais abaixo.

d19ff33cb0d2454faeb92f63b06456a7_d19ff33cb0d2454faeb92f63b06456a7_0.jpg

9h57 – Um minuto de silêncio foi realizado em Nova York para lembrar o aniversário dos ataques contra as Torres Gêmeas, na cidade, há 11 anos. Não há previsão de discursos políticos para marcar a data em Nova York.

9h44 – Uma pesquisa realizada nos EUA pelo Chicago Council on Global Affairs e divulgada nesta semana mostra que pouco mais de uma década depois do pior atentado terrorista contra o país, os americanos se sentem menos ameaçados pelo terror. No topo das dores de cabeça dos cidadãos dos EUA está a economia. A pesquisa foi realizada no primeiro semestre com mais de 1,8 mil participantes.

9h40 – Militares da Otan no Afeganistão participaram de um ato em memória ao 11 de Setembro em uma base da aliança em Cabul, capital afegã. Os soldados fizeram uma oração para lembrar a data, segundo a AFP. Os militares se preparam para deixar o país. Prevista para ocorrer até o fim de 2014, a retirada vai acontecer 13 anos após a ocupação. Na foto abaixo, eles assistem a um vídeo sobre os ataques às Torres Gêmeas. Veja mais fotos mais abaixo.

2012_09_11T123627Z_01_KAB104_RTRMDNP_3_AFGHANISTAN_USA.JPG

8h56 – Os EUA anunciaram que vão cobrir os custos com o tratamento de câncer de socorristas do 11 de Setembro. O anúncio foi feito na segunda-feira pelo Instituto Nacional de Saúde e Segurança Ocupacional dos EUA. 70 mil sobreviventes, entre bombeiros, policiais e outros socorristas que acudiram ao World Trade Center depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, terão direito a monitoramento e tratamento gratuitos para cerca de 50 tipos da doença.

8h32 – O correspondente do Estado em Nova York, Gustavo Chacra, relata que as cerimônias em lembrança dos 11 anos do atentado contra os EUA serão discretas. Segundo ele, diferente do que ocorreu no ano passado, a cidade que foi alvo da Al-Qaeda não está paralisada como em 2011, nos 10 anos do ataque. Assista ao vídeo da TV Estadão, abaixo.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

11 de Setembro11/9911EUA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: