As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As mil metáforas de Avatar…

Ricardo Chapola

17 de fevereiro de 2010 | 15h34

Além de nove indicações ao Oscar de 2010, o filme Avatar, do diretor James Cameron, conseguiu conquistar as graças de ativistas e políticos de vários lugares do mundo. A saga dos bichinhos andróginos que se defendem da invasão de inescrupulosos marines americanos virou metáfora para tudo na política internacional, mostra o blog Passport.

O grupo pacifista palestino-israelense Bilin chegou a se vestir como os monstrengos azuis durante uma manifestação contra assentamentos na Cisjordânia (veja o vídeo). O boliviano Evo Morales disse que o filme é uma “demonstração profunda de resistência ao capitalismo e luta pela proteção da natureza”. Para blogueiros chineses, Avatar é uma metáfora da sede do Partido Comunista por ampliar propriedades e ocupar terras (o filme foi censurado na China). Já comunistas russos concluíram que a trama foi um golpe americano para justificar a concessão do Nobel da Paz ao presidente Barack Obama.

Até o próprio Cameron disse que Avatar tem, sim, uma simbologia política. Trata-se de uma alegoria sobre guerra ao terror de Bush. “Seguimos um caminho que custou a vida de centenas de milhares de iraquianos. Acho que os americanos nem sequer sabem por que isso foi feito. É tudo sobre abrir os olhos (de americanos)”, disse Cameron.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: