As vítimas da tempestade Harvey
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As vítimas da tempestade Harvey

Autoridades já iniciaram os trabalhos de identificação dos corpos encontrados e está investigando para determinar as causas das mortes

Redação Internacional

01 Setembro 2017 | 11h30

Os efeitos da tempestade tropical Harvey continuam afetando a vida da população do Texas. Casas ficaram completamente inundadas, carros desapareceram com o avanço das águas e ao menos 38 pessoas morreram.

As autoridades já iniciaram os trabalhos de identificação das vítimas e estão investigando as circunstâncias das mortes. Conheça a história de algumas delas.

Os efeitos da tempestade tropical Harvey continuam afetando a vida da população do Texas (Foto: EFE/Us Coast Guard/Petty Officer)

Os efeitos da tempestade tropical Harvey continuam afetando a vida da população do Texas (Foto: EFE/Us Coast Guard/Petty Officer)

Andrew Pasek, 25 anos

Andrew tinha o costume de levar animais perdidos para casa. Na terça-feira, ele decidiu tentar resgatar o gato de sua irmã, que havia sido deixado para trás na tentativa de escapar das inundações em Houston. Ele dirigiu até o local com um amigo, Sean Stuart, e os dois começaram a procurar o animal em meio aos vários centímetros de água que invadiram a residência de sua irmã.

De repente, eles sentiram o choque de uma corrente elétrica na água, contou a mãe da vítima, JoDell Pasek. “Há alguns anos, Andrew sofreu um acidente e quebrou o tornozelo. Em razão disso, ele tinha pinos no local”, disse ela. “Toda a eletricidade começou a ir para a região do tornozelo e ele começou a pular.”

Ele acabou caindo em cima de uma caixa de correio pregada em um poste de metal. “Andrew disse ao Sean: ‘Saia de perto de mim. Estou morrendo’”, relatou JoDell. “Ele sabia que se Sean tocasse nele, também seria eletrocutado.”

Donald Rogers, 65 anos, e Rochelle Rogers, 58 anos

Thelma Hooker perdeu o irmão e a mulher dele, que morreram afogados nas enchentes de quarta-feira enquanto dirigiam em direção à casa de um parente. No momento, o que mais a preocupa é sua mãe, Lola, de 91 anos, que está com a saúde debilitada. A família ainda não contou sobre o filho morto. “Não quero que minha mãe fique mais doente”, disse Thelma.

Para evitar que Lola saiba o que aconteceu, as chamadas telefônicas têm sido ignoradas e a televisão permanece desligada. Ainda assim, Thelma sabe que não poderá omitir a informação por muito tempo. “Conheço minha mãe, ela tem um instinto”, afirmou. “Está começando a ficar preocupada. Terei de contar amanhã.”

Família Saldivar

No domingo, seis membros da família Saldivar haviam desaparecido: quatro crianças e seus bisavós (Foto: Ric Saldivar / Washington Post)

No domingo, seis membros da família Saldivar haviam desaparecido: quatro crianças e seus bisavós (Foto: Ric
Saldivar / Washington Post)

No domingo, seis membros da família Saldivar haviam desaparecido: quatro crianças e seus bisavós. Belia e Manuel Saldivar e seus bisnetos – Devy, 16 anos; Dominic, 14 anos; Xavier, 8 anos; e Daisy, 6 anos – foram encontrados mortos em uma van, que ficou submersa por mais de 1 metro de água.

O filho do casal, Sammy Saldivar, dirigia o veículo no momento da tragédia, mas conseguiu escapar atrás de uma das janelas. Ele ficou pendurado em uma árvore e viu, impotente, o carro afundar.

Travis Callihan, 45 anos

“Está chegando perto”, disse Travis em uma mensagem de texto enviada ao seu irmão, Troy Callihan, conforme o furacão Harvey se aproximava de sua casa na semana passada. Foi a última vez que conseguiu falar com ele. Na segunda-feira, morreu ao lado de outras dezenas de pessoas, cujas mortes foram atribuídas ao fenômeno.

Troy afirmou que, em razão do caos dos últimos dias, ainda não como exatamente seu irmão morreu. Um vizinho contou à família que Travis havia procurado refúgio em sua caminhonete. Alguns oficiais do condado de Harris disseram que ele deixou o veículo e afundou nas águas das enchentes.

Ruben Jordan, 58 anos

Jordan era divorciado, tinha dois filhos e dois netos, e gerenciava o próprio negócio de aulas de direção (Foto: Clear Creek Independent School District / The New York Times)

Ruben Jordan era divorciado, tinha dois filhos e dois netos, e gerenciava o próprio negócio de aulas de direção (Foto: Clear Creek Independent School District / The New York Times)

Jordan era divorciado, tinha dois filhos e dois netos, e gerenciava o próprio negócio de aulas de direção. Ele desapareceu durante a tempestade, segundo a família, que ainda não sabe com detalhes o que aconteceu, mas disse que não ficaria surpresa se ele estivesse tentando ajudar algumas pessoas.

Steve Perez, 60 anos

O sargento Steve Perez trabalhava há 34 anos no Departamento de Polícia de Houston (Foto: Houston Police Department / Washington Post)

O sargento Steve Perez trabalhava há 34 anos no Departamento de Polícia de Houston (Foto: Houston Police Department / Washington Post)

O sargento trabalhava há 34 anos no Departamento de Polícia de Houston. Estava pronto para trabalhar na manhã de domingo, apesar da chuva forte e dos pedidos de sua mulher e seu sogro para que não saísse de casa. Ele respondeu apenas: “Temos trabalho a fazer”.

Perez saiu às 4h da manhã, dirigiu por cerca de duas horas e meia na estrada escura, segundo o chefe Art Acevedo, antes de ligar para a delegacia e dizer que não poderia chegar. Ele decidiu então seguir o protocolo e tentar outra unidade da polícia. Mas nunca chegou.

Os policiais começaram a procurar por Perez e encontraram seu corpo na terça-feira de manhã. Ele tinha chegado a uma passagem subterrânea e afundado, relatou Acevedo. / NYT

Mais conteúdo sobre:

EUATexasinundaçõesenchentes