As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Cadeados do amor’ derrubam parte da grade de ponte em Paris

Milhares de cadeados são colocados na Pont des Arts por turistas

Redação Internacional

09 de junho de 2014 | 16h21

paris_ap.jpg
Foto: Francois Mori/AP

PARIS – O peso dos “cadeados do amor” derrubou uma parte da grade da Pont des Arts (Ponte das Artes) em Paris, na França, no domingo 8. A polícia precisou interditar a ponte que passa por cima do Rio Sena por algumas horas.

Depois de funcionários da Prefeitura colocarem tapumes no lugar do pedaço da grade que caiu, que media cerca de 2,4 metros, a passagem foi liberada.

O local é ponto turístico de Paris, onde milhares de casais prendem cadeados e jogam a chave no rio para selar seu amor. Ao longo da ponte, é possível ver vendedores ambulantes em barracas com vários modelos de cadeados para vender.

O negócio irregular alimentado pela tradição dos “cadeados do amor” é motivo de críticas de alguns franceses e a Prefeitura busca formas de conciliar a atividade turística “que provoca problemas de segurança e estética” com práticas “ecológicas”.

Mais de 7.400 pessoas assinaram uma petição, iniciada em março por dois americanos, para retirar os cadeados da ponte, argumentando que os cadeados danificam a ponte localizada na frente do Museu do Louvre. Com isso, a prefeita Anne Hidalgo deixou o vereador responsável pela Cultura, Bruno Julliard, encarregado de procurar alternativas.

Os “cadeados do amor” são uma tradição na Itália, Rússia, Alemanha e até na China. Em Paris, começaram a ser colocados na Pont des Arts em 2008.

Desde 2010, cadeados começaram a ser colocados em outras pontes parisienses e recentemente alguns foram encontrados no alta do Torre Eiffel. / AP e EFE

Mais conteúdo sobre:

Cadeados do amorFrançaParis