Cápsula de bala de fuzil vira caneta para cerimônia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cápsula de bala de fuzil vira caneta para cerimônia

Outros “balígrafos” foram entregues como presentes para chefes de Estado e delegações estrangeiras

Redação Internacional

26 de setembro de 2016 | 21h21

Fernanda Simas
Enviada Especial / Cartagena de Índias, Colômbia

O “balígrafo” – uma caneta feita com a cápsula de uma das 500 balas de fuzil e metralhadora utilizadas na Colômbia durante os anos de conflito – se tornou, para o governo colombiano, o símbolo da transição no país e foi usada para a assinatura do acordo com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Outros “balígrafos” foram entregues como presentes para chefes de Estado e delegações estrangeiras.

INTERNACIONAL Presidente Santos obsequiará balígrafo a Jefes de Estado y Secretario General de la ONU El balígrafo se ha convertido en un símbolo de la transición de Colombia de la guerra hacia la paz. Surgió por iniciativa del Ministerio de Educación que, a partir de 500 balas de ametralladora y fusil, usadas en combate y donadas por Indumil, fabricó los primeros balígrafos, uno de los cuales será usado por el presidente Santos para firmar el Acuerdo Final de Paz. FOTO DIVULGACAO

“Balígrafo” usado pelo presidente Santos para a assinatura do acordo de paz. Foto: Divulgação