Chinês é detido por fotografar modelo nua em lago sagrado do Tibete
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Chinês é detido por fotografar modelo nua em lago sagrado do Tibete

Yu Feixiong publicou em sua conta de Wechat, uma rede social muito popular no país asiático, série de fotos com jovem se despindo no lago Yamdrok

Redação Internacional

14 Abril 2016 | 13h02

PEQUIM – O fotógrafo chinês Yu Feixiong foi detido pela polícia, depois de fazer fotografias de uma modelo nua em um lago sagrado do Tibete que causaram grande polêmica na China, informou nesta quinta-feira, 14, a imprensa local.

Yu publicou em sua conta de Wechat, uma rede social muito popular no país asiático, várias imagens de uma jovem nua, aparentemente um turista chinesa, no lago Yamdrok, um dos três mais sagrados do Tibete, pois a mitologia local considera que uma deusa se transfigurou nesse corpo d’água.

Fotógrafo chinês foi preso depois de publicar na internet fotos de mulher nua em lago sagrado do Tibete

Fotógrafo chinês foi preso depois de publicar na internet fotos de mulher nua em lago sagrado do Tibete

A publicação das fotografias não agradou muitos internautas, que fizeram questão de deixar seus comentários: “O fotógrafo e a modelo demonstram não ter cultura básica, nem compreensão moral”, afirmou um deles, que assinou com o nome tibetano “Youchum Dolkar”.

Em junho do ano passado ocorreu uma polêmica similar quando um fotógrafo publicou imagens de uma modelo nua posando na Cidade Proibida, o Palácio Imperial de Pequim.

Os responsáveis do palácio – museu condenaram as fotografias e as qualificaram de “profanação da dignidade do patrimônio cultural”, mas, naquela época, não foram divulgadas informações sobre punições contra o artista e a modelo. / EFE

Mais conteúdo sobre:

ChinaTibete