Chinesa é proibida de entrar em avião com garrafa, bebe conhaque, fica embriagada e perde o voo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Chinesa é proibida de entrar em avião com garrafa, bebe conhaque, fica embriagada e perde o voo

Mulher não quis desperdiçar a bebida de cerca de US$ 200 que estava na bagagem de mão

Redação Internacional

25 de agosto de 2015 | 09h46

PEQUIM – Uma passageira chinesa, impedia de embarcar em um avião com uma garrafa de luxuoso conhaque no aeroporto de Pequim, decidiu não desperdiçar a bebida e a tomou de uma só vez. A situação piorou porque ela ficou completamente embriagada e foi impedida de entrar no voo, informou nesta terça-feira, 25, o jornal Beijing Times.

Na sexta-feira 21, a mulher, de sobrenome Zhao, levava uma garrafa do conhaque francês Rémy Martin, que custa cerca de US$ 200, em sua bagagem de mão. Ao chegar ao controle de segurança foi informada que não podia passar com a garrafa para a zona de embarque e devia deixá-la ali – esse procedimento é frequente na maioria dos aeroportos do mundo.

Foto: Reprodução / Wikipedia

Foto: Reprodução / Wikipedia

Zhao, de cerca de 40 anos, optou por não desperdiçar a bebida – aparentemente comprada em um aeroporto dos Estados Unidos – e a bebeu ali mesmo. Minutos depois, funcionários do aeroporto a encontraram deitada no chão, chorando e gritando.

“Estava tão bêbada que não podia ficar de pé, portanto a levamos em uma cadeira de rodas para um quarto para que descansasse”, disse um dos policiais que atendeu a mulher.

Diante do fato, o comandante do voo no qual Zhao devia viajar – que faria a rota entre Pequim e a cidade de Wenzhou – não permitiu que ela embarcasse por temor de que pudesse afetar a segurança dos demais passageiros.

A mulher acordou da bebedeira horas depois, agradeceu aos policiais que teriam cuidado dela e entrou em contato com alguns de seus parentes, que a levaram para casa. /EFE

Tudo o que sabemos sobre:

ChinaPequim