As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com câmera escondida, mulher filma cotidiano de reduto do Estado Islâmico

Segundo a reportagem da emissora France 2, cada vez mais mulheres trocam a vida no país europeu para se juntar ao movimento jihadista

Redação Internacional

26 de setembro de 2014 | 19h28

Com uma câmera escondida, uma mulher síria filmou cenas do cotidiano na cidade de Raqqa, reduto do Estado Islâmico no país, para reportagem da emissora France 2.

As cenas mostram que não há música nem entretenimento nas ruas, além de lojas obrigadas a baixar as portas várias vezes ao dia por causa das orações.

Ainda segundo a produção francesa, enquanto algumas mulheres em Raqqa sofrem com a repressão, um número cada vez maior delas troca suas vidas e famílias na França para se juntar ao movimento jihadista.

Veja abaixo a reportagem da France 2 (em francês, com legendas em inglês):

Mais conteúdo sobre:

Estado IslâmicoRaqqaSíria