Com categoria
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com categoria

Marcelo de Moraes

12 de março de 2010 | 15h32

O enviado João Paulo Charleaux testemunhou o dia em que Piñera e Evo jogaram no mesmo time

 

Piñera (E) e Evo (D) jogam juntos: descoordenados (Foto: AP)

Piñera (E) e Evo (D) jogam juntos: descoordenados (Foto: AP)

A chegada do direitista Sebastián Piñera à presidência do Chile reforça o time encabeçado por seu colega colombiano, Álvaro Uribe, ambos de direita. Do lado oposto, estariam o presidente venezuelano, Hugo Chávez, e seus dois colegas bolivarianos, Evo Morales, da Bolívia, e Rafael Correa, do Equador. A análise, grosseira para o padrão político, passaria fácil num comentário de futebol, não fosse um detalhe: Piñera e Evo jogam no mesmo time.

Pelo menos foi assim numa partida protagonizada por ambos, anteontem, em Santiago. O presidente boliviano vestiu as chuteiras poucas horas depois de chegar à capital chilena e entrou em campo ao lado do presidente eleito do Chile. Os dois foram acompanhados por ex-jogadores da seleção chilena, como Marcelo Salas e Elias Figureoa.

 Antes do jogo, Piñera e Evo até fizeram discursos afinados, ignorando as diferenças limítrofes que o Chile e a Bolívia possuem. Depois do apito é que a descoordenação ficou evidente.

Tudo o que sabemos sobre:

Evo MoralesfutebolSebastián Piñera

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.