Contra falta de pilotos, Trump assina decreto para convocar reservistas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Contra falta de pilotos, Trump assina decreto para convocar reservistas

Segundo o Pentágono, esse déficit é estimado em 1,5 mil profissionais - 1,2 mil deles sendo pilotos de caça

Redação Internacional

23 Outubro 2017 | 17h14

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um decreto na sexta-feira, 20, para contornar um problema de escassez de pilotos de combate na Força Aérea americana.

Segundo o Pentágono, esse déficit é estimado em 1,5 mil profissionais – 1,2 mil deles sendo pilotos de caça.

Com o decreto, a Força Aérea poderá chamar de volta pilotos que já estão na reserva. O decreto é uma emenda a uma lei aprovada após os atentados de 11/9, que permitem a reconvocação de oficiais da reserva em caso de emergência.

Segundo o porta-voz do Pentágono, Gary Ross, o departamento de Defesa poderá convocar mil pilotos nos próximos 3 anos.

O presidente americano Donald Trump discursa na ONU

O presidente americano Donald Trump discursa na ONU ( foto: Reuters)

 

 

Mais conteúdo sobre:

Donald TrumpForça AéreaPentágono