As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cronologia: A prisão e o julgamento de Leopoldo López na Venezuela

Líder opositor foi preso após convocar protestos contra o governo

Redação Internacional

11 Setembro 2015 | 11h05

 

4 de fevereiro de 2014
“A saída”
Convocados pelos oposicionistas Leopoldo López, Maria Corina Machado e Antonio Ledezma, venezuelano vão às ruas protestar contra Maduro

12 de fevereiro
Mandado de prisão
Tribunal caraquenho determina a detenção de López, após protestos que culminaram na morte de três pessoas

15 de fevereiro
Acusação
Maduro responsabiliza López e o ex-presidente colombiano Álvaro Uribe

18 de fevereiro
Rendição e prisão
Opositor se entrega em Caracas em meio a uma grande manifestação contra o governo

4 de abril
Indiciamento
Procuradoria-geral da República indicia López por dano a propriedade pública, incêndio criminoso e associação para delinquir

23 de julho
Primeira audiência
Começam os trâmites do julgamento contra o líder opositor

18 de fevereiro de 2015
Ato
Manifestação marca um ano da prisão de López

15 de março
Derrota judicial
Justiça rechaça petição da defesa para libertar López

23 de maio
Greve de fome
Opositor começa protesto para pedir libertação de outros líderes de seu partido que também estão presos

29 de maio
Proibição
Governo proíbe ex-presidentes da Colômbia, Andrés Pastrana, e da Bolívia, Jorge Quiroga, de se reunir com López na prisão. Dias depois, o ex-premiê espanhol Felipe González é proibido de participar do processo como advogado

23 de junho
Vitória parcial

Após o governo anunciar a data das eleições legislativas e libertar alguns opositores, López abandona a greve de fome

26 de agosto
Reta final
Julgamento entra na fase decisiva, após o adiamento de várias audiências

10 de setembro
Condenação
Opositor é condenado a 13 anos, 9 meses e 7 dias de prisão

Mais conteúdo sobre:

Leopoldo LópezVenezuela