As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em vídeo, americano capturado no Paquistão há 2 anos pede ajuda ao presidente Obama

Redação Internacional

26 de dezembro de 2013 | 11h43

Em vídeo divulgado nesta quinta-feira, 26, o americano Warren Weinstein, de 72 anos, feito refém desde agosto de 2011 pela Al-Qaeda no Paquistão, apelou ao presidente Barack Obama e ao secretário de Estado dos EUA, John Kerry, para que eles intervenham e negociem sua libertação.

“Minha saúde não está boa. Tenho problema no coração e sofro de asma aguda. É desnecessário dizer que tenho tido crises agudas de ansiedade todos os dias”, disse Weinstein no vídeo de 13 minutos (veja abaixo).

“Sr. Presidente, na maior parte da minha vida adulta, durante 30 anos eu servi ao meu país. Agora, quando eu preciso do meu governo, parece que fui totalmente abandonado e esquecido”, apelou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.