As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Estado binacional ganha adeptos na direita israelense

Luiz Raatz

20 de julho de 2010 | 14h22

A adoção de um Estado binacional em toda a Palestina histórica para solucionar o conflito entre israelenses e palestino tem ganhado apoio de alguns setores da direita israelense.

Segundo um artigo publicado no jornal Haaretz, alguns membros do Likud e representantes de colonos da Cisjordânia, já cogitam dar acesso à cidadania israelense a 1,5 milhão de palestinos do território ocupado.

Entre os defensores da proposta estão Moshe Arens, ex-líder do Likud, e Reuven Rivlin, presidente do Parlamento israelense. O caráter judaico do Estado, não seria extinto, mas a concessão da cidadania aos palestinos impediria status de apartheid e colocaria fim à ocupação.

Atualmente, israelenses e palestinos negociam indiretamente, via EUA, uma solução de dois Estados para o conflito. A medida, defendida há anos pelos americanos, nunca foi colocada em prática e enfrenta diversos obstáculos de ambos os lados.

Entre eles está o status de Jerusalém, a situação dos refugiados palestinos e a regressão das fronteiras aos limites anteriores aos da guerra dos seis dias de 1967.

Tudo o que sabemos sobre:

Estado binacionalHaaretzIsrael

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.