Estado Islâmico coloca reféns à venda
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Estado Islâmico coloca reféns à venda

Publicação 'Dabiq' mostra também fotos da explosão do templo de Bel, em Palmira

Redação Internacional

09 Setembro 2015 | 16h23

O Estado Islâmico (EI) divulgou ontem a 11.ª edição de sua revista de propaganda extremista, a Dabiq, distribuída em PDF pela internet. A publicação traz duas páginas de anúncios de “venda de prisioneiros”, oferecendo um número de contato para quem tenha interesse em pagar os resgates dos reféns Ole Oestad, da Noruega, e Fan Jinghui, da China.

Prisioneiro2

Prisioneiro1

Reprodução

 

Além dos prisioneiros à venda, a revista do EI exibe na capa uma foto do presidente americano, Barack Obama, conversando com o presidente da Turquia, Recep Erdogan, acusando os dois de liderarem uma “coalizão de Cruzadas” contra os muçulmanos. A Dabiq ainda mostra em detalhes os passos tomados pelos jihadistas para explodir o templo de Bel, nas ruínas históricas da cidade de Palmira, na Síria.

Reprodução

Reprodução

 

Mais conteúdo sobre:

DabiqEstado Islâmicoreféns