As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eventos que quase causaram uma guerra nuclear

Redação Internacional

02 de fevereiro de 2014 | 06h00

– Hiroshima e Nagasaki (1945):
Os EUA, sob ordens do presidente Harry Truman, bombardearam as duas cidades japonesas nos dias 6 e 9 de agosto. Em Hiroshima foi jogada a bomba atômica “Little Boy” e, três dias depois, a bomba “Fat Man” em Nagasaki.

Até hoje, as duas bombas foram as únicas armas nucleares utilizadas de fato numa guerra. Estima-se que cerca de 140.000 pessoas morreram em Hiroshima e 80.000 em Nagasaki, além das mortes ocorridas posteriormente, em decorrência da exposição radioativa.

As bombas foram resultado do Projeto Manhattan, um trabalho planejado pelos EUA em parceria com a Grã-Bretanha e o Canadá, com o propósito inicial de ter uma bomba contra a Alemanha Nazista.

Trecho de documentário mostra efeitos das bombas nas cidades japonesas:

– Guerra da Coreia (1951):
O general americano Douglas MacArthur é demitido pelo presidente Harry Truman por insistir em ter permissão para decidir quando usar armas nucleares contra a China.

Foto da Reuters de 2013 mostra veteranos da Coreia do Sul durante celebração de aniversário do fim do conflito. Seul teve o apoio dos EUA e da ONU, enquanto a Coreia do Norte recebeu o apoio de China e Rússia:
coreia guerra_1.jpg

– crise dos mísseis (1962):
Em outubro, fotos de vigilância dos EUA retrataram uma base de lançamento de mísseis sendo montada pela União Soviética em Cuba, país que havia acabado de passar por uma revolução socialista. Ao mesmo tempo, os navios soviéticos com as armas que poderiam aniquilar os americanos se aproximavam da ilha.

O presidente dos EUA, com uma simples ordem, poderia abrir fogo contra a União Soviética e começar uma nova guerra mundial. Depois de muitas negociações, os mísseis foram retirados de Cuba.

Vídeo da TV Estadão de 2012 mostra especial de 50 anos da Crise dos Mísseis:

– Setembro de 1983:
No dia 26, uma estação soviética detecta, erroneamente, cinco mísseis sendo disparados pelos EUA. O comandante soviético percebe o erro e não reporta aos seus superiores que os EUA estariam atacando, evitando uma reação soviética que poderia causar uma guerra.

– Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário – INF, na sigla em inglês (1987):
Os presidentes dos EUA, Ronald Reagan, e da URSS, Mikhail Gorbachev, assinaram o acordo INF em 8 de dezembro de 1987, banindo mísseis de médio-alcance entre os dois países. O acerto foi visto como crucial para o fim da Guerra Fria.

Imagem de reprodução da Wikipedia mostra Gorbatchev e Reagan assinando o tratado:
tratado.jpg

– Conflito de Kargil (1999):
Durante o conflito, o Paquistão iria usar suas armas nucleares se a guerra por terra piorasse. O ministro do exterior paquistanês chegou a alertar que iria “usar qualquer arma de seu arsenal” contra a Índia. A declaração é condenada pela comunidade internacional.

Tudo o que sabemos sobre:

bomba nuclearguerra nuclear

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.