As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Exército decreta estado de emergência no Egito

Redação Internacional

14 de agosto de 2013 | 14h29

CAIRO – Forças de segurança egípcias lançaram nesta quarta-feira, 14, uma megaoperação para expulsar partidários do presidente deposto, Mohamed Morsi, das ruas do Cairo. Com tanques, helicópteros e atiradores de elite, a polícia abriu fogo contra os manifestantes.

O Ministério da Saúde afirmou que 278 pessoas morreram, entre elas 43 policiais, e mais de 2.000 ficaram feridas. A violência se espalhou pelo país e o governo interino decretou estado de emergência.

Com os confrontos, Mohamed ElBaradei renunciou ao cargo de vice-presidente interino. ElBaradei anunciou sua renúncia em carta enviada ao presidente interino Adly Mansour, conduzido ao cargo após o golpe militar que depôs Morsi, o primeiro presidente democraticamente eleito da história do Egito.

Veja imagens dos confrontos:

[galeria id=7368]

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.