As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Galeria de imagens: o caso Stinney

Redação Internacional

26 de janeiro de 2014 | 06h00

George J. Stinney Jr. foi eletrocutado em 1944, aos 14 anos, ma Carolina do Sul. Na última semana, quase 70 anos após a eletrocução que fez de Stinney o mais jovem executado nos Estados Unidos no século 20, advogados e espectadores se aglomeraram numa sala de tribunal com uma agenda muito diferente: lançar luz suficiente sobre o caso para tentar limpar o nome do garoto.

George foi executado menos de três meses depois que duas meninas brancas, de 7 e 11 anos, foram encontradas mortas em Alcolu, a cidade industrial onde ele vivia, em março de 1944. Stinney, que com seu pai integrou o grupo que procurou pelas duas meninas, foi preso logo depois de os corpos terem sido encontrados numa valeta, mortas a golpes de um cravo de ferrovia.

Agora depoimentos são retomados no tribunal e especialistas são ouvidos. Veja imagens do caso:

[galeria id=9169]

Tudo o que sabemos sobre:

Carolina do SulEUAGeorge Stinney Jr.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.