As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

GUSTAVO CHACRA: O que é pior, mostrar um suspeito algemado ou divulgar o nome da vítima?

Redação Internacional

18 de maio de 2011 | 14h14

Por Gustavo Chacra, de Nova York

148e92ef5cc846c09c5cd0067dc22a19_c1dea9197f3544b5ac504059a487821d_0.jpg
Oscar Sandino, policial de NYC acusado de crimes sexuais, é exposto para a mídia em 2010

Os Estados Unidos exibiram as imagens de Dominique Strauss-Khan algemado. O diretor do FMI, por enquanto, não foi julgado e muito menos condenado. É apenas suspeito de ter atacado sexualmente uma camareira em um hotel da região do Times Square.

A França criticou duramente a polícia de Nova York pelo o que eles chamam aqui de “Perp Walk”. Em Paris, este desfile de um suspeito algemado é proibido.

Já a imprensa francesa, que também criticou a exibição de Strauss-Khan, publicou o nome da possível vítima de estupro. Esta imigrante de Guiné, viúva e com uma filha adolescente, foi exposta publicamente. “Não sei qual dos dois casos seria mais grave”, escreve Chacra. Leia o relato do correspondente em seu blog.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.