As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Hillary e Trump condenam ataque na Turquia e destacam ações contra terrorismo

Apesar de a autoria do atentado ainda não ter sido assumida por nenhum grupo, prováveis candidatos à disputa pela Casa Branca destacam a presença do terrorismo jihadista no mundo atual

Redação Internacional

29 Junho 2016 | 10h56

WASHINGTON – O provável candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, o magnata Donald Trump, lamentou na terça-feira as mortes em razão do atentado ocorrido no Aeroporto Internacional de Istambul e alertou que a ameaça terrorista no mundo “nunca foi tão grande”.

De acordo com a emissora estatal turca TRT, 41 pessoas morreram e 239 ficaram feridas após o ataque realizado por três terroristas suicidas em vários pontos do aeroporto.

Donald Trump e Hillary Clinton condenam ataque ao aeroporto de Istambul

Donald Trump e Hillary Clinton condenam ataque ao aeroporto de Istambul (Foto: Reprodução)

“Nossas orações estão com as famílias dos mortos e feridos em Istambul. O mundo inteiro está aturdido e horrorizado”, disse Trump em comunicado publicado no site de sua campanha.

O multimilionário, que propôs a proibição da entrada dos muçulmanos aos Estados Unidos para combater o terrorismo jihadista, insistiu que “a ameaça terrorista nunca foi maior” do que agora.

“Nossos inimigos são brutais e impiedosos e farão qualquer coisa para matar os que não se curvem à sua vontade. É preciso tomar medidas agora para proteger os EUA dos terroristas, e fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para melhorar nossa segurança e manter o país seguro”, insistiu o magnata.

Mais tarde, o republicano disse em Ohio que “há algo acontecendo que é muito muito mau”. “É melhor sermos espertos e duros (…) ou não restará muito do país.”

Segundo a emissora CNN, ele ainda condenou os inimigos dos EUA e destacou a necessidade de ser “brutal e cruel”. “Você precisa combater fogo com fogo”, disse em relação às ações violentas do Estado Islâmico.

Em sua conta no Twitter, ele escreveu: “Outro ataque terrorista, dessa vez na Turquia. Será que algum dia o mundo vai perceber o que está acontecendo? Muito triste”.

 

Rival. Já a provável candidata democrata Hillary Clinton preferiu usar um tom diferente e afirmou que o ataque ao aeroporto da Turquia significa que o país “não pode recuar”.

“Precisamos aprofundar nossa cooperação com nossos aliados e parceiros no Oriente Médio e na Europa para assumir lidar com essa ameaça”, disse em um comunicado. “Tal ajuda é essencial para proteger a nação e manter nosso país seguro.”

Em sua conta no Twitter, a democrata destacou que “todos os americanos estão com os turcos contra essa campanha de ódio e violência”.