As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Hoje na História

Redação Internacional

14 de junho de 2010 | 01h00

Pesquisa do Centro de Documentação e Informação (CDI) o Grupo Estado

Há 1 ano, o candidato opositor e ex-primeiro-ministro Mir Hossein Mousavi pedia oficialmente a anulação das eleições presidenciais iranianas, que deram a vitória ao presidente Mahmoud Ahmadinejad, no governo desde 2005.

Há 5 anos, a Suprema Corte da Argentina determinava a abolição da Lei de Anistia (Lei do Ponto Final e da Lei da Obediência Devida).

Há 5 anos, era instalado o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Há 10 anos, o turco Ali Agca, autor do atentado contra o papa João Paulo II, abandonava a prisão de Ancona a fim de ser extraditado para a Turquia, após ter recebido o perdão do papa.

Há 25 anos, militantes xiitas libaneses se apoderavam de um avião da TWA quando este voltava de Atenas para Roma, com 147 passageiros. O sequestro durou 16 dias.

Há 25 anos, o Acordo de Schengen era instituído pela Bélgica, os Países Baixos, o Luxemburgo, a França e a Alemanha estabelecendo uma política de imigração comum e controle compartilhado de fronteiras. Foi assinado na cidade de Schengen, em Luxemburgo.

Há 50 anos, era realizado o assalto ao trem pagador da Estrada de Ferro Central do Brasil. Mais tarde o episódio foi tema de um filme.

Há 70 anos, as tropas alemãs desfilavam nos Champs-Élysées depois de terem tomado a cidade de Paris.

Há 90 anos, morria Max Weber, sociólogo alemão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: