As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Idoso é preso por tentar entrar na Austrália com cocaína

A polícia acredita que o cirurgião de 91 anos tenha sido vítima de um grupo que recruta "mulas" para levar a droga para o país

Redação Internacional

11 de agosto de 2015 | 08h39

SYDNEY – Um cirurgião aposentado de 91 anos foi preso por tentar entrar na Austrália portando 27 sabonetes recheados com 4,5 kg de cocaína. A polícia alerta os turistas a terem cuidado para não serem vítimas de um grupo que recruta “mulas” para levar a droga para o país.

Victor Twartz foi liberado após pagar fiança, mas vai comparecer ao tribunal no dia 6 de outubro. Ele tentava chegar no aeroporto de Sydney vindo de Nova Délhi no dia 8 de julho quando foi pego com a droga.

A polícia australiana acredita que ele tenha sido vítima de um grupo de pessoas que ele conheceu na internet antes de fazer a viagem. O comandante de crimes organizados da Polícia Federal da Austrália, David Stewart, evitou dizer que Twartz tenha recebido algum tipo de promessa do grupo, mas afirmou que ele manteve contato com os integrantes durante vários meses.

A polícia foi alertada pela família do cirurgião sobre a troca de e-mails com os criminosos. “Certamente há indícios que sugerem que este homem foi enganado e explorado pelo grupo”, disse Stewart à imprensa local. “Foram emitidos avisos sobre ele e suas atividades aqui e no exterior, mas você só pode alertar as pessoas. No final do dia, elas farão suas próprias escolhas”, afirmou.

Twartz disse à rede de TV local que conheceu o grupo em Nova Délhi e que, quando estava prestes a embarcar para Sydney, recebeu uma mala e foi informado pelos criminosos que ela continha presentes para alguém na Austrália. /AP

Tudo o que sabemos sobre:

drogasprisãoTráfico