Indonésia usa patrulha de elefantes para combater incêndios florestais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Indonésia usa patrulha de elefantes para combater incêndios florestais

Animais foram treinados para ajudar a localizar invasores de reservas florestais, mas tiveram função adaptada em razão da grande quantidade de focos de incêndio no país em 2015

Redação Internacional

11 de novembro de 2015 | 12h42

SIAK, INDONÉSIA – Diante das dificuldades para combater incêndios florestais, as autoridades da Indonésia passaram a utilizar uma patrulha formada por elefantes. Os animais foram treinados e equipados com bombas de água e mangueiras e têm desempenhado importante papel no controle de queimadas em vastas áreas do país.

Por quase três meses, a Província de Riau, na Sumatra Ocidental, tem sido encoberta pela fumaça de incêndios florestais e desmatamento de terras, especialmente em áreas ricas em turfa – material de origem vegetal, parcialmente decomposto, -, onde as chamas são difíceis de conter.

No centro de conservação de elefantes, no distrito de Siak, 23 elefantes treinados foram treinados e estão sendo usados como “guardiões das florestas”. Com as bombas de água e outros equipamentos anexados a seus corpos, os elefantes e seus instrutores patrulham áreas queimadas na floresta nacional para assegurar que os incêndios não reapareçam.

O chefe da Divisão Florestal de Riau, Supartono – que, como muitos indonésios, só tem um nome -, disse que os elefantes inicialmente foram treinado para ajudar as patrulhas florestais a encontrar pessoas invadindo ilegalmente as reservas, bem como para resolver conflitos frequentes entre elefantes selvagens e as pessoas ao direcionar os elefantes que entram em assentamentos humanos de volta aos seus habitats.

Mesmo com o novo aliado no combate ao incêndios, a Indonésia tem sido incapaz de acabar com intensos incêndios neste ano, em especial em razão da queima intencional e da escassez de chuva. / AP

Tudo o que sabemos sobre:

Elefantesincêndio florestalIndonésia

Tendências: