As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

INFOGRÁFICO: Os principais pontos do discurso de Barack Obama sobre norte da África e Oriente Médio

Redação Internacional

20 de maio de 2011 | 10h32

No discurso realizado na quinta-feira, 19, o presidente dos EUA, Barack Obama, mencionou a maioria dos países do norte da África e do Oriente Médio que têm vivido, nos últimos seis meses, protestos populares. A Arábia Saudita ficou de fora do pronunciamento, mas mesmo aliados como Bahrein e Israel foram criticados.

Veja também:
blog Chacra:
Obama define sua paz para Israel e palestinos
lista Leia:
A íntegra do discurso de Barack Obama
especialInfográfico: As fronteiras da guerra no Oriente Médio
especialLinha do tempo: Idas e vindas das negociações de paz

Obama disse, no discurso, que o futuro dos Estados Unidos passa pelo Oriente Médio. O presidente foi duro com o presidente da Síria, Bashar al-Assad, ao dizer que ele pode liderar a transição para a democracia ou deixar o poder.O líder líbio, Muamar Kadafi, que enfrenta forte oposição no país, também foi criticado por Obama.

Ele também defendeu a criação de um Estado palestino, desmilitarizado e nas fronteiras de 1967, pré-Guerra dos Seis Dias, algo histórico. Conheça abaixo os principais pontos do discurso, feito por Obama no Departamento de Estado americano, em Washington.

INT200520112.JPG

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.