Intérprete analisa sinais de “falso” tradutor no memorial de Mandela
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Intérprete analisa sinais de “falso” tradutor no memorial de Mandela

Redação Internacional

12 de dezembro de 2013 | 17h43

Na noite de quarta-feira, 11, o talk show americano Jimmy Kimmel Live convidou um intérprete de linguagem de sinais para tentar identificar os gestos feitos por Thamsanqa Jantjie, o “falso” tradutor acusado de inventar os sinais durante discursos de líderes mundiais no memorial de homenagem a Nelson Mandela.

“Mesmo para quem não conhece a linguagem de sinais, é possível perceber que ele só tinha três ou quatro movimentos que ficava repetindo”, afirmou Jimmy Kimmel antes de chamar ao palco o intérprete que analisou os gestos de Jantjie.

“Eu apoio basicamente… saudações, saudações. Dentro de juntar-me aos cigarros semanais, dentro para provar e provar apoio eu fico satisfeito em dizer de mim para você. Falando com você até agora”, indicam, segundo o intérprete convidado por Kimmel, os sinais feitos entre 1min42 e 2min06.

Em outro trecho (entre 2min18 e 2min48), o suposto tradutor no cerimonial gesticula o seguinte: “Olá. Bem vindo até agora. Bem, cigarros juntos… Inserindodiferenças para você. Círculo. Eu gostaria de rezar está oferenda. Basicamente, isto é diversão. Todas essas bolas para provar. Isto é bom. Me desculpem. ”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.