John Oliver coloca Snowden contra a parede em entrevista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

John Oliver coloca Snowden contra a parede em entrevista

Comediante britânico viajou a Moscou, onde entrevistou o ex-agente de segurança da Agência de Segurança Nacional (NSA)

Redação Internacional

06 de abril de 2015 | 12h58

Em entrevista exibida no domingo, 5, no talk show Last Week Tonight, de John Oliver, na emissora americana HBO, o ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional (NSA), Edward Snowden, defendeu a revelação dos programas secretos de vigilância feita por ele em 2013 como uma forma de “dar aos americanos uma chance de decidirem o tipo de governo que eles querem”.

“Esse é o tipo de conversa que eu acho que os americanos merecem decidir”, afirmou Snowden. “A NSA tem a maior capacidade de vigilância que já vimos na história. Agora, o que eles dizem é que não usam isso para fins nefastos contra cidadãos americanos e isso em parte é verdade. Mas o verdadeiro problema é que eles usam essa capacidade para nos tornar vulneráveis a eles.”

A entrevista foi concedida a Oliver em Moscou, na Rússia, onde o ex-agente de inteligência está asilado. Além de questões sérias sobre o funcionamento dos programas da NSA e o nível de conhecimento de Snowden sobre os documentos disponibilizados para jornalistas, Oliver também debochou e fez piadas com Snowden.

John Oliver entrevistou Edward Snowden em Moscou (Foto: Reprodução)

John Oliver entrevistou Edward Snowden em Moscou (Foto: Reprodução)

Em uma das saias justas de Oliver a Snowden, o ex-agente de inteligência fica sem resposta após ser questionado sobre o fato de ler (ou não) todos os documentos que disponibilizou para a imprensa. “Existe uma diferença entre ter conhecimento sobre os documentos e ler os documentos”, disse Oliver, em referência a uma matéria do jornal The New York Times que publicou um slide mostrando como o governo americano espionou a Al-Qaeda no Iraque.

“Isto é um problema”, disse Snowden. “No jornalismo, temos que aceitar que alguns erros ocorrerão. É um conceito fundamental da liberdade”, defendeu Snowden.

Em uma das partes mais inusitadas da entrevista, o apresentador diz a Snowden que as pessoas não tem compreensão do que o programa de vigilância da NSA de fato significa para poderem debater o assunto, e argumenta que os americanos estão mais preocupados com a privacidade de suas fotos íntimas. Na sequência, o apresentador exibe um vídeo com vários entrevistados dizendo serem contra um programa de vigilância no qual o governo dos EUA possa armazenar fotos dos pênis de seus cidadãos – o “the dick pic program” (“Programa de fotos penianas”, em tradução livre).

“Bom, a boa notícia é que não existe um programa chamado “Programa de fotos penianas”. A má notícia é que o governo continua coletando as informações de todos os cidadãos, incluindo suas fotos penianas”, responde Snowden. Ainda sobre a polêmica das fotos de pênis, Snowden explica para Oliver como alguns dos principais programa de vigilância da NSA funcionam e como em todos as fotos íntimas dos americanos podem ser coletados pelo governo.

Após quase dois anos morando na Rússia, Snowden disse sentir saudade dos Estados Unidos. “Sinto falta do meu país. Sinto Falta da minha cada. Sinto falta da minha família.”

Veja abaixo a entrevista (em inglês):

Tudo o que sabemos sobre:

Edward SnowdenJohn OliverNSA