As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jornal britânico acredita que rainha usou broches para passar recados a Trump

Escolha de peças pela monarca deu margem a interpretações durante os três dias da visita do presidente americano ao Reino Unido

Redação Internacional

19 Julho 2018 | 15h54

LONDRES – Durante a visita de três dias do presidente americano, Donald Trump, ao Reino Unido, o protagonista das manchetes foi o próprio Trump. O presidente se atrasou para tomar chá com a rainha Elizabeth II e se atrapalhou durante inspeção da guarda real, criticou a primeira-ministra britânica Theresa May em entrevista publicada pelo The Sun e ainda foi alvo de protestos extensos por toda Londres.

Em meio ao turbilhão de notícias, três detalhes passaram despercebidos: os broches usados pela rainha durante os três dias em que Trump esteve no país.

Segundo o jornal britânico The Guardian, cada uma das joias escolhidas pela monarca tem um significado diferente. De acordo com especialistas, os broches podem ter sido a maneira discreta que Elizabeth II encontrou para mandar mensagens ao presidente americano.

No primeiro dia, a monarca escolheu usar o broche que ganhou do ex-presidente Barack Obama e sua mulher e ex-primeira dama americana, Michelle Obama. O casal presenteou a rainha em sua última visita ao Reino Unido, como um símbolo de amizade, segundo informou Guardian.

No segundo dia, a peça escolhida foi um broche que a rainha ganhou do Canadá, país com qual Trump tem se desentendido. Além disso, o Guardian ressalta que a joia tem o formato de um floco de neve (em inglês, snowflake), termo utilizado pelo presidente americano para pessoas que discordam dele.

Já no último dia, em que Elizabeth II se encontrou com Trump e a primeira-dama americana, Melania, no Castelo de Windsor para um chá, o broche escolhido foi o utilizado pela rainha-mãe durante o funeral do rei George VI, com o qual era casada. A peça é associada ao luto e tristeza pela morte de um chefe de Estado.

Pode parecer exagero, mas segundo o Guardian, a escolha de broches e acessórios é importante no cotidiano da monarca. Ela decide qual peça usar de acordo com o tema do dia. No casamento do príncipe William e Kate, a rainha escolheu o broche “Nó dos apaixonados” (Lover’s Knot Brooch, em inglês). Já na abertura dos trabalhos do Parlamento, no ano passado, ela escolheu um chapéu azul com flores, que foi comparado à bandeira da União Europeia, poucos meses depois que o Reino Unido havia votado pela saída do bloco.

Mais conteúdo sobre:

rainha Elizabeth IIDonald Trump