As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jornal israelense manipula resultado de pesquisa sobre Irã

Redação Internacional

25 de novembro de 2011 | 15h27

Um dos maiores jornais de Israel, o Israel Hayom (“Israel Hoje”, em hebraico), ligado ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, publicou na edição desta sexta-feira, 25, uma pesquisa na qual indagava os leitores a respeito de medidas em relação ao Irã. O resultado, contudo, aparece grosseiramente manipulado no gráfico que acompanha o texto. Veja abaixo.

331228_503628729812_298100058_30386_2082216426_o600400.jpg

A pergunta da pesquisa era: “Na sua opinião, a tomada de medidas por países do Ocidente poderia evitar que o Irã desenvolva uma arma nuclear?” Embora a maioria (48,6%, de acordo com o jornal, na barra verde da figura) tenha respondido “não”, o diário destacou a resposta “sim” (41,3%), no alto, acompanhada de uma barra (azul) desproporcionalmente maior. A terceira barra, vermelha, indica que 10% disseram que não sabem responder.

Veja também:
ESPECIAL: A tensão entre Israel e o Irã

Além da confusão no gráfico, a pesquisa ainda é ilustrada por uma foto na qual aparece uma explosão nuclear. Outra falha é a pesquisa não mencionar a quais “medidas” se refere – se militares ou diplomáticas. O governo de Netanyahu tem sugerido que uma opção militar poderia ser a única saída para evitar que o Irã consiga desenvolver uma arma nuclear, que Israel insiste ser a intenção do regime iraniano.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.