Jornalista é demitido por comentário anti-Islã
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jornalista é demitido por comentário anti-Islã

Redação Internacional

21 de outubro de 2010 | 15h07

 

A Rádio Pública Nacional dos EUA, fundada em parte pelo governo, demitiu Juan Williams, um de seus mais tradicionais analistas. O motivo: ele disse, durante um programa do canal Fox News, que “se preocupa e tem receio quando vê uma pessoa vestida como um muçulmano em um avião”.

A rádio notificou o comentarista sobre a rescisão do contrato. Segundo a direção da emissora, Williams “foi inconsistente com as práticas e padrões editoriais da rádio e prejudicou sua credibilidade como analista”.

As declarações de Williams, autor conhecido pelas obras em favor dos direitos civis, não passaram batidas pela comunidade islâmica americana. O Conselho de Relações Islâmicas e Americanas disse que o comentário do tipo sobre minorias étnicas ou religiosas não seriam tolerados.

O comentarista, porém, teve quem o apoiou. Blogs de jornalistas conservadores criticaram a rádio pela decisão. “Tudo o que Juan Williams disse foi exatamente como ele e outros americanos se sentem”, disse Erick Erickson, autor do blog Red State (Estado Vermelho).

O episódio envolvendo Williams soma-se a outros cujo foco é o islamismo. O mais recente deles data do fim de agosto, quando se elevou a polêmica sobre a construção de um centro islâmico perto do Marco Zero, local onde ficava o World Trade Center, complexo que foi destruído nos atentados terroristas da Al-Qaeda de 11 de setembro de 2001.

Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:

EUAIslã

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.