As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Justiça da Rússia convoca Madonna por discurso pró-LGBT

Felipe Corazza

17 de outubro de 2012 | 08h44

Um tribunal de São Petersburgo, na Rússia, voltou hoje a convocar a cantora Madonna para depor em um processo sobre “danos morais”. A cantora foi processada por ter feito “propaganda da homossexualidade” em seu show na cidade, no dia 9 de agosto.  De acordo com as informações publicadas pelas agências oficiais russas, o processo foi apresentado por “um grupo de cidadãos”.

 

madonna1.png

São Petersburgo tem uma lei que proíbe quaisquer manifestações a favor dos direitos da comunidade LGBT. Desafiando a norma, Madonna fez um discurso defendendo tais direitos durante a apresentação. Uma primeira audiência do processo já aconteceu no dia 11, mas nem Madonna nem seus advogados apareceram.

A ação judicial exige uma multa de quase US$ 11 milhões à cantora. A próxima audiência, para a qual vale a convocação de hoje, acontecerá no dia 25.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

direitosLGBTMadonnaprocessoRússia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: