As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Kenji Fujimori não votou na irmã Keiko por divergências de opinião

Congressista mais votado no Peru em 2016 decidiu não ajudar irmã, a quem acusa de estar no lado “albertista” do fujimorismo

Redação Internacional

06 Junho 2016 | 09h14

LIMA – Kenji Fujimori, congressista mais votado em 2016 e irmão da candidata à presidência do Peru Keiko Fujimori, decidiu não votar em sua irmã no domingo, segundo o jornal El País, de quem discorda por estar do lado “albertista” do Fujimorismo, que tende a não reconhecer os erros e delitos do governo de 1990 a 2000 e pede abertamente que o pai de Keiko, Alberto Fujimori, deixe a prisão, pois considera que o julgamento deveria ser anulado.

Keiko havia dito publicamente que ao chegar ao poder não iria intervir a favor de seu pai, que cumpre uma sentença de 25 anos de prisão por crimes contra a humanidade e corrupção.

O irmão de Keiko representa o setor mais duro do fujimorismo desde 2011, quando foi candidato ao Congresso pela primeira vez. com uma campanha que tinha por base dar panelas, bicicletas e cozinhas para habitantes de bairros e assentamentos pobres.

Kenji Fujimori se envolveu em um escândalo no final de abril quando postou em sua conta no Twitter: “A decisão é minha: somente se Keiko não ganhar a presidência, eu me candidatarei em 2021”.

Apesar das críticas, declarou: “A partir de um único tuíte meu pode-se deduzir a dinastia ou governo até 2026. Neles digo que me candidataria caso Keiko não ganhe”. A candidata pelo partido Força Popular destacou em sua campanha que não pretende se candidatar à reeleição.

Em dezembro, os irmãos se envolveram em outra polêmica. Keiko havia anunciado que antes de entrarem na lista do Congresso, iria avaliar os parlamentares fujimoristas que são figuras políticas desde os anos 1990 no círculo de colegas mais próximos de seu pai. Kenji argumentou que deveriam aproveitar a experiência. “Não ver a diferença entre congressistas novos e antigos é não diferenciar entre especialistas e novatos”, disse no Twitter.

Leia mais:

Kuczynski larga na frente de Keiko em apuração do 2º turno de eleição no Peru

Boca de urna indica empate técnico no Peru; economista leva vantagem sobre Keiko

Peruanos vão às urnas neste domingo para eleger novo presidente

Mais conteúdo sobre:

eleiçõesKeiko FujimoriPeru