As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lições do ex-ídolo da NBA para o líder norte-coreano

Livro do presidente Trump é presente de Dennis Rodman durante visita

Redação Internacional

15 de junho de 2017 | 19h44

PYONGYANG – O ex-jogador de basquete americano Dennis Rodman protagonizou nesta quinta-feira, 15, um momento inusitado nas relações da Coreia do Norte com seus inúmeros inimigos: em visita a Pyongyang, o esportista aposentado presenteou o regime norte-coreano com um exemplar do livro “A Arte da Negociação”, escrito em 1987 pelo atual presidente dos EUA, Donald Trump.

Amigo do líder norte-coreano Kim Jong-un, Rodman entregou o presente ao ministro dos Esportes, Kim Il-guk. Segundo a Reuters, a cópia seria destinada ao próprio comandante do regime de Pyongyang.

O ex-jogador, no entanto, afirmou que sua visita – a quarta feita ao país asiático – não tem qualquer relação com a Casa Branca. Além do livro de Trump, Rodman entregou como presentes um exemplar de “Onde Está Wally?”, um par de camisas autografadas e um kit de sabonetes.

A visita de Rodman coincidiu com a libertação do estudante americano Otto Warmbier, preso na Coreia do Norte havia 17 meses. O jovem foi processado e condenado por, segundo o regime, ter tentado rasgar um pôster de propaganda no hotel onde estava hospedado durante uma viagem a Pyongyang.

Warmbier está em coma. As autoridades norte-coreanas afirmam que ele teve danos neurológicos ao sofrer uma contaminação por botulismo. Nesta quinta, no entanto, uma junta médica que examinou o estudante já nos EUA afirmou que não há sinais claros de que ele tenha sido infectado pela toxina que causa botulismo.

Segundo os médicos, Warmbier sofreu “extensa perda de tecido encefálico em todas as áreas do cérebro”. Horas antes, seu pai acusou o regime norte-coreano de ter “brutalizado e aterrorizado” seu filho. O regime afirma ter libertado o estudante por “razões humanitárias”. / AP e REUTERS