As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Live Blogging: Discurso sobre o estado da União

Luiz Raatz

25 de janeiro de 2011 | 23h02

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, faz a partir da meia-noite desta quarta-feira, 26, seu segundo discurso sobre o estado da União.   Acompanhe os principais trechos do pronunciamento aqui no Radar Global. Ele também pode ser assistido (em inglês) no site da Casa Branca.

22:58: A Constituição americana prevê que o presidente preste contas ao Congresso sobre o Estado da União de tempos em tempos. Em ocasiões especiais, o chefe de Estado pode convocar uma sessão conjunta do Congresso. O presidente também faz um discurso inaugural após a posse às duas câmaras do Congresso. O primeiro discurso sobre o Estado da União foi feito por George Washington, em 8 de janeiro de 1790, em Nova York.

22:59: A pouco mais de uma hora antes do discurso, a Casa Branca antecipou trechos do discurso. Obama deverá dizer que é hora dos americanos aproveitarem o ‘momento Sputnik’ desta geração, em uma  referência à corrrida espacial entre EUA e União Soviética nos anos 1950 e 1960. Os soviéticos lançaram o satélite Sputnik ao espaço em 1957. Ao assumir a presidência, o democrata John Kennedy prometeu que até o final da década de 1960, os americanos chegariam na Lua, antes dos soviéticos. Em 1969, a apolo 11 pousou no  satélite.

23:08:  O discurso deste ano será o primeiro de Obama após a derrota democrata nas eleições de meio de mandato de 2010, no qual o seu partido perdeu o controle da Câmara dos Representantes e viu sua maioria no Senado diminuir.  No final do ano,  o presidente conseguiu algumas vitórias importantes no Congresso, como o fim do veto a gays no Exército e a ratificação do tratado de redução de armas nucleares com a Rússia, e fez concessões, como a prorrogação do corte de gastos da era George W. Bush.

23: 12: A íntegra do discurso foi obtida pelo site National Journal. Obama deve abordar a economia – principal preocupação dos americanos – e defender o investimento em inovação tecnológica como meio de impulsionar a produção e diminuir a taxa de desemprego no país, que continua alta.

23:41: Neste link, você pode acessar outros discursos sobre o Estado da União dos presidentes George W. Bush, Bill Clinton e George H. Bush, além dos pronunciamento feito por Obama no ano passado e após a posse no ano passado.

00:04: Deputados e senadores já estão reunidos no Congresso americano, a espera de Obama

00:06: Obama entra no Congresso

00:10: O presidente da Câmara, John Boehner, anuncia o presidente

00:11: Obama começa a falar: “Quero cumprimentar os novos membros do Congresso e o presidente da Câmara, John Boehner”. O presidente lembra também da deputada democrata Gabrielle Giffords, baleada em um comício no começo do mês.

00:13: O presidente fala das diferenças entre republicanos e democratas e da tragédia de Tucson. “Somos partes de algo maior que partidos e preferências políticas”

00: 14:  “Apenas reconhecer isto não lançará uma nova era de cooperação. O que acontecerá a partir de agora não será determinado por se podemos sentar aqui juntos esta noite, mas e podemos trabalhar juntos amanhã”

00:18: Obama fala da época em que a economia americana não enfrentava competição de outros países. “Esta época mudou. As pessoas sentem que as regras mudaram. E elas têm razão. As regras mudaram”.

00:19: “Países como a Índia e a China perceberam que com algumas mudanças poderiam competir conosco. Mas apesar de muitos pessimistas terem previsto nossa queda, ainda temos a maior economia do mundo. Nenhum trabalhador é mais produtivo que o nosso, temos mais investidores e Temos as melhores universidades”

00:21: Obama cita Robert Kennedy: “O futuro não é uma benção. É uma conquista”

00:22: Obama propõe investimentos em inovações para aumentar a competitividade da economia americana.

00:23: “Há 50 anos não tínhamos ideia de como superar os soviéticos após o lançamento do Sputnik. Mas depois de investir em educação e inovação, não apenas ultrapassamos os soviéticos como lançamos uma onda de inovação”

00:24: “Este é o momento Sputnik da nossa geração”

00:27: Obama propõe que até 2035 80% da eletricidade nos EUA venha de matrizes limpas

00:28: O democrata propõe também um forte investimento em educação secundária e superior

00:29: “Precisamos ensinar a nossos filhos que não é só o vencedor do Super Bowl que merece aplausos. Mas também o vencedor da feira de ciências. O sucesso não é resultado da fama, mas de trabalho duro e disciplina”

00:33: Obama diz que nos próximos dez anos, 100 mil professores precisam ser formados nos EUA. “A todos os jovens que nos ouvem hoje e pensam em escolher uma carreira: Se você quer fazer a diferença na vida de uma criança, torne-se um professor. Seu país precisda de você”.

00:35 O presidente propõe que até o final da década os EUA tenham a maior proporção de universitários formados no mundo

00:37: Obama diz que pretende lidar ‘de uma vez por todas’ com a questão da imigração ilegal no país

00:39: O democrata defende também investimento em infraestrutura: Construção de estradas e acesso de banda larga para até 98% do país

00:42:  Obama fala da reforma da saúde, que os republicanos tentam anular: “Em vez de lutar por batalhas antigas, vamos olhar para frente”

00:45:  Obama começa a falar da questão do déficit público nos EUA. “Nosso governo gasta mais do que arrecada e isso não é sustentável”.

00:52: Obama defende o fim de benefícios fiscais a americanos milionários

00:53: O presidente propõe uma reforma no funcionalismo federal . “Estamos na era digital, mas a estrutura é do tempo da TV preto e branco”

00:59: Obama começa a falar de política externa: Iraque e Afeganistão

1:02: O presidente fala da aprovação do Start e da pressão diplomática contra os programas nucleares de Irã e Coreia do Norte

1:03: Obama fala de sua viagem em março pela América Latina, inclusive pelo Brasil

1:13: Acaba o discurso

Tudo o que sabemos sobre:

Barack Obama (EUA)EUA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.